segunda-feira

Volta a Santa Maria da Feira - vão ser 160km com 5000mD+

 


Já há meses que ando por aqui a dizer que ia embarcar numa grande aventura em Abril … chegou a hora. É já este fim de semana que chega o primeiro grande desafio desportivo de 2021. Sábado pelas 7h da manhã arrancamos para a Voltinha ao Concelho da Feira que terá uns impressionantes 160km e um desnível positivo previsto de 5000m.

Não vou sozinho … aceitaram o desafio o Luis Lobo e o João Sousa, dois cavalos de corrida a quem vou ter que amarrar umas cordas para não me rebentarem logo nos primeiros km 😊 … aliás, os dois tiveram que assinar um documento em comprometer-se que isto será feito com a táctica Perneta-Mor … gerir o esforço desde o inicio, calminha e paciência – tb podem ver isto como ir andando, curtir o passeio e a companhia, visitar alguns tascos pelo caminho e tirar umas belas fotos para quando formos velhinhos e a memória começar a falhar elas nos ajudarem a contar a história aos netos 😊 … já estou com pena deles mas ninguém lhes apontou uma pistola à cabeça, agora aguentem.

Tenho que me referir aqui ao Domingos Gomes, o pai desta criança. A ideia de uma Volta ao Concelho é toda dele assim como o percurso desenhado é dele também. Já me falou neste projecto há uns anos mas facto é que fomos sempre adiando o passar à acção. Com esta história de confinamento a ideia voltou a surgir no final de 2020, foi-se treinando como se pode e marcamos a data há coisa de mês e meio, se as condições o permitissem como é o caso. Infelizmente não lhe será possível participar e tenho mesmo muita pena … se alguém merecia fazer esta primeira edição era ele, o verdadeiro mentor da ideia.

Outro que estava previsto embarcar na aventura e que respondeu logo como “presente” era o Nuno Lima, o meu velhinho companheiro das maiores aventuras de corrida até à data. Acontece que o homem anda já há uns meses com um problema no joelho que o impossibilita de treinar corrida mais a sério … ainda tentou, mas há duas semanas tomou a decisão sensata de não alinhar. Paciência... outras aventuras faremos.

Que mais posso dizer … estou em pulgas por esta aventura. Vamos percorrer o nosso Concelho, o percurso irá levar-nos a todas as freguesias e fazer passar por muitos dos pontos de interesse que cada uma oferece …. será um misto entre alcatrão e trilhos … vamos passar em muitos trilhos que já conhecemos, entre outros parte dos nossos Trilhos dos Pernetas.

A companhia é do melhor que podia pedir … foi este blogue que me deu o Luis há alguns anos e a empatia entre os dois foi imediata. Desportivamente já partilhamos muitas aventuras juntos (os meusprimeiros 3 dígitos por exemplo, ou umas Maratonas no estrangeiro, entre outros). Mas é muito mais que isso … conhecemos as famílias um do outro, visitamo-nos sempre que vamos ao sul ou ele vem ao norte … ainda em Julho passado pegou nos filhos e mandou-se para a Beira Baixa acompanhar a minha PT281 … é o meu irmão alentejano e está tudo dito.

uma das fotos de corrida mais brutais que conheço ...Maratona de Estocolmo (ou terá sido Helsinquia?) .., o Lobo a ser perseguido por uma multidão de atletas ... foi o melhor português, sabiam? Ah pois é bebé ...

O João dispensa grandes apresentações, pelo menos na nossa zona – toda a gente o conhece, seja das bicicletas, da corrida ou outra coisa qualquer, logo que seja para se desafiar. É aquele rapaz com aquela dose de “loucura” boa, que vive estas coisas de forma intensa … tem aproveitado esta fase sem provas para cometer loucuras umas atrás das outras, sempre com aquele sorriso de “puto reguila” de orelha a orelha … coração enorme e por isso tb muito boa onda. Nunca na vida me vou esquecer deste chavalo a inscrever-se num Ironman sem saber nadar … isto a poucos meses de se realizar … maluco? Sim … impossível? Não … ele provou que não como tem feito a maior parte das vezes em que se mete em loucuras (e olhem que não são poucas). Ahhh ... será a estreia nos 3 digitos a pedantes.

... aqui está ele numa daquelas loucuras tão tipicas do moço ... fez o Everesting na escadaria dos Guindais no Porto ... ou seja, basicamente andou a subir e a descer as escadas durante um dia inteiro para atingir a altimetria do Evereste (quatrilhões de metros de D+) ... olhem os tracinhos no poste ;) ... é maluco ou não é? Foi ou não foi bem escolhido para embarcar na equipa da Voltinha ao Concelho?

Tenho pena deles … vão ter que me aturar, mas é o preço a pagar 😊

Sábado, 7 da matina começa a aventura que espero tenha um final feliz … vou dando notícias sobre o evoluir da coisa pelo meu Facebook. Tic tac tic tac 😊

Voltinha ao Concelho da Feira ... 1ª Ultra de 2021

 

Ontem foi dia ultralongo! No plano estava um treino de 6h que decidi que seriam feitas basicamente por estrada. A previsão de tempo apontava para sol e calor e assim haveria sempre possibilidade de abastecer com água … o quintal dos Pernetas tem esse problema, pela serra não existem pontos de água, existe o rio Inha e existe uma ou outra localidade onde eventualmente se poderia passar e pedir água nas casas. Não havia necessidade para andar com essa preocupação.

Desafiei a Pikinita a acompanhar-me em parte do treino … a ideia era ela fazer ca.4h, depois deixá-la em casa e seguir sozinho para mais duas horas. Delineei um percurso base e não se pensou mais nisso. A ideia inicial era fazer 50km, gerir o esforço entre correr e caminhar para chegar ao fim com aquela sensação de que dava para continuar. 6h de gestão … era esse o objectivo.

Combinamos sair às 8h … levantei-me por volta das 7h para preparar os abastecimentos, líquidos e sólidos. Levei 4 flasks de 500ml comigo, uma sandes de presunto e queijo com ovo cozido, barrei dois wraps com nutella e meti 4 geis no bolso. Uma saquinha com Dyoralites, Guronsan Energy e claro, os imprescindíveis vaselina, manta térmica e o pacotinho de lenços de papel. Também meti uma factura da luz e o CC num dos bolsos, just in case … Não iriamos sair do concelho, mas nunca se sabe se nestas alturas nos aparecem os senhores guardas e a gente precise de provar onde residimos não é? 😉

Escusado dizer que saímos atrasados, meia horita … sem stress.

novidade para levar em treino ... funcionou bem

a Pikinita estava cheio de vontade ... só que não 

Os primeiros 6km foram sempre a subir, da Feira à Big Cansil … 300m D+ logo a abrir as hostilidade, feitos sempre a correr devagar devagarinho … as pernas estavam perras mas fez-se. Deu logo para ver que ninguém ia ficar em casa … carros na estrada eram mais que muitos, ciclistas em grandes grupos aos magotes … enfim.

Chegamos à Big Cansil (quando me lembro que vinha gente de todo o País para esta Discoteca … não frequentava muito, não era apreciador da música que lá passavam, mas vi lá alguns bons concertos e tive uma ou outra noite com umas belas histórias para contar (no topo a despedida de solteiro do meu amigo Bruno, não o dos Pernetas, o cunhado dele … ca put@ 😊… na noite em que soube que o Kurt Cobain morreu estive lá, esperei religiosamente pelas 3h da manhã, altura em que passavam sempre meia hora de rock mais pesado, era a minha meia hora … tudo a sair da pista e o Carlitos e mais meia dúzia de gajos (só gajos) a tomarem conta do tasco … nessa noite abriu com “smell like teen spirits” … ) … bons tempos, agora está tudo ao abandono, já nem as matinés de bailarico para o engate da malta divorciada acima dos 60 fazem … está à venda … se alguém estiver interessado, força nisso 😉

já saí por aquele portão sem me lembrar como ...

Depois descemos às Caldas … como tudo o que sobe desce, agora foram quase 5km sempre a descer. Paragem nas termas para abastecer de água na fonte e siga em direcção a Canedo, passando por Lobão e Gião … não sei se chegamos a entrar em Guisande .... um pouco antes de chegar à antiga Discoteca Hollywood deu-me o “piquinho”, e como digo sempre, não vale a pena andar a carrega-lo muito tempo, é procurar soltar o javali logo que possível … fizemos uma incursão à direita por estradas secundárias (se não entramos em Guisande pouco faltou) para encontrar um mato onde encontrei uma trincheira à maneira para fazer a largada. Senti-me um soldado entrincheirado da 2ª guerra mundial 😊 … olhem que fazer agachamento com 15km nas pernas já não é assim tão fácil 😉

as Termas das Caldas ... curiosamente nunca lá entrei

Sigaaaa … paramos em frente à Hollywood para uma foto … se frequentei pouco a Big Cansil, muito menos frequentei a Hollywood. Mas foi durante muitos anos uma discoteca de sucesso na zona, sempre a abarrotar de gente … lembro-me que tinha um bom Grill e de uma passagem de ano em que estive a noite toda sentado num canto a rir-me que nem um perdido das figurinhas que vi … não me perguntem como lá fui parar.

Discoteca Hollywood ... os cachorros eram bons, mas acho que era tudo

Seguimos viagem até à entrada de Canedo que seria o ponto mais longe de casa … teríamos uns 18km nas pernas. Descemos por Vila Maior até Sanguedo … para depois conquistar o S.Bartolomeu (fomos ver o baloiço). 


querem comprar???



o outro Castelo do nosso concelho é em Sanguedo


a Rosa do Adro

De Sanguedo seguimos para a minha terra, a terra que me viu crescer. Paragem obrigatória em casa dos meus pais onde fizemos uma pausa para comer a Sandocha e o Wrap de Nutella. 26km em 3 horas … o calor já apertava e a mini fresquinha oferecida pelo meu pai caiu que nem ginjas.

fui tão feliz aqui , 6 anos a jogar à bola e foi aqui que parti o meu rico joelhinho direito ... não fosse isso hoje não havia Perneta para ninguém

intervalo ...


só bebi uma ... juro

Uns 15 minutos depois arrancamos revigorados, mas com as pernas perras … quando se pára assim já sabemos que acontece. Nada que uma caminhada vigorosa durante uns 5 minutos não resolva … siga por Lourosa para Santa Maria de Lamas. Fizemos o percurso da estrada antiga, que eu nos meus tempos áureos do Colégio de Lamas fazia duas vezes por dia de camioneta (não era autocarro, era camioneta 😉).

Nota à parte: tenho que falar numa coisa que me revolta ... aqui foi na Igreja de Lamas, mas na noite anterior tinha visto igual ou pior na dos Passionistas na Feira e na semana passada na de SJ Vêr durante o meu treininho ... as missas realizam-se quase normalente ... são centenas de pessoas, umas em cima das outras, quase tudo com máscara mas caralho páh ... Nada contra a Igreja, não é isso ... mas havia necessidade? Não se pode transmitir online por exemplo? Eu não me posso juntar com meia dúzia de amigos para correr no monte, não posso estar sentado num parque com as minhas filhas a fazer um pic-nic, não posso ir a casa dos meus pais (ainda desta vez foi sentados cá fora a comer o lanche que levamos feitos morções) e aqui já se podem juntar às dezenas ou centenas que não há problema nenhum, o virus não pega ... fico fodido com estas merdas...

vá ... siga mas é ...

“Como te sentes?” … “não vou mal” dizia ela enquanto descíamos bem abaixo dos 6min/km. “Fazes a Maratona?” …. “pode ser …” …. Fixe para mim também, assim vou ter companhia durante mais tempo. Em vez de vir directamente por S.J.Ver para casa, fomos até à fronteira de Rio Meão, para depois sim voltar à Feira mas fazendo como dizem os Supertramp numa música … “take the long way home” … ainda tivemos que dar uma voltinha dentro do nosso bairro para a Pikinita completar a Maratona … 4h50 mais coisa menos coisa … com a paragem em casa dos meus pais pelo meio, com um percurso com um desnível interessante e o calor que se fez sentir foi muito bom. Uma maquina a minha Pikinita …quando me lembro que fizemos a Maratona de Berlimbem mais lentos 😉



PUMBASSS...

E agora? Tenho uma hora e dez minutos … estamos no pico do calor e já venho há quase uma hora a beber bem mais e a boca muitas vezes seca. Já só tenho 1 flask e meio de liquidos… os 50km estão garantidos, mas 52 é que era 😉

Podia escolher um percurso mais simples, aqui às voltas, com menos desnível não era? Não, não era … então andei por mais de metade das terras do Concelho e não ia ao nosso Castelo? Vamos embora … imprimi um ritmo certinho que me permitisse chegar aos tais 52km … tinha que andar ligeiramente abaixo dos 6m/km … com uma Maratona nas pernas e com o calor que estava pensava não ser fácil, mas foi … parei na fonte em frente à Columbófila para encher dois Flasks, bebi outros dois de rajada. Deve chegar até ao fim. Siga …

soube tão bem ...

Subida ao Castelo .. são apenas 600m, mas tem um belo de um desnível. Feitos a correr … porreiro páh … 

cá está ele ... lindo o nosso Castelo

... segui até Fornos e desci a Souto antes de voltar à Feira … um trajecto que às vezes faço quando tenho uns 10km para fazer. O ritmo ia muito vivo, ia soltinho e a fazer contas de cabeça … olha que é capaz de dar para os 53km …um ou outro km abaixo de 5min e chego à minha urbanização … 53km estão garantidos, será que consigo fazer mais 500m … o último esforço e tcharaaaaammmm…

53,55km em 6 horas certinhas … quase 1000mD+ …

Senti-me muito bem praticamente durante o treino todo, apesar do calor a gestão do esforço permitiu chegar ao fim naturalmente cansado mas não esgotado. Dava perfeitamente para continuar, e se não tivesse exagerado na última hora e em vez disso gerisse melhor o esforço, a alimentação e a hidratação ainda teria chegado em melhores condições. Muito bom mesmo.

sou ou não sou o maior carlhes!!! ...e bonito ...

Isto para quem ainda não tinha passado dos 34km este ano.

Banhinho, um bom almoço, bem regado e o resto do dia passado no sofá  … melhor era impossível 😊



Vamos ver como recupero … hoje só faço alongamentos e talvez uma caminhada. Amanhã regresso às corridas mas esta semana já é a retirar carga, softzinha … faltam menos de duas semanas para a primeira grande aventura do ano, sensivelmente 3x este treino em distância mas com muito mais desnível.

Venha ela ...

quinta-feira

484,5km em Março ... nada mau

 


Como podem ver não houve dia nenhum em Março em que não tenha feito algum tipo de exercício. Não corri todos os dias, mas quase … um dia por semana não dou corda às sapatilhas. Isto inclui alguns treinos de core, alongamentos (nem poucos, nem muitos, bastantes) ou mesmo umas caminhadas que utilizo como recuperação activa. Também faço umas voltinhas de bicicleta com a famelga mas essas não entram nestas contabilidades 😊

E como se chega a esta quilometragem? Os meus treinos de corrida raramente são abaixo da 1h e os ritmos tem aumentado um pouco … a média de um treino semanal normal ronda os 14/15km. Depois faço series às 3ªs feiras que tb estão a aumentar em distância e ritmo … a brincar a brincar quando dou por ela fiz mais de 20km nestes treinos (na última 3ª feira foram 25km). E no fim de semana tem havido longos, quase sempre com a Pikinita, sempre na ordem dos 30km por enquanto. Ao domingo temos ido para ao monte, continuamos a aproveitar os percursos do nosso concelho, de preferência a aproveitar o que ainda não conhecemos.

Voltamos ao Quintal dos Pernetas ... duas vezes



Experimentamos os Trilhos das 3 Pontes de Fornos





e tb as Ruas e Vielas de Mosteirô e Souto





Os tracks destes percursos podem ser descarregados aqui ...

Tudo somado, além dos muitos km acumulados a forma continua a subir … tenho alguma curiosidade para testar a máquina mais a sério nuns 10km ou uma Meia-Maratona. Mas como o objectivo é uma brincadeira de 160km daqui a duas semanas, tenho que ter calma 😉

Para Abril o objectivo é concluir uma aventura que no papel tem 160km e quase 6.000D+ … algo de que já falo com um amigo (que teve a ideia) há uns anos mas que nunca passou disso. Com esta coisa da pandemia abriu-se um espaço para pensar nisto a sério e agendar uma data. Esperemos que as regras permitam que 4 malucos possam passar o 17 e 18 de Abril por aí em estrada e trilhos, que os tascos possam estar abertos para nos abastecer e aturar 😊 … sobre esta aventura conto os pormenores um dia destes num post à parte.

Vá ... que Abril seja no minimo tão bom como foi Março ...

sexta-feira

Como ir dos 84 para os 76Kg em 3 meses

cá foi? ... os unhatos já estiveram piores ... ossos do oficio 

Depois da PT281 do ano passado parei por opção quase 1 mês para recuperar … depois disso voltei às corridas diárias mas foi sol de pouca dura, pois lesionei-me e estive mais de 2 meses sem correr. Resultado … em meados de Dezembro a minha balança mostrava números quase a bater nos 84kg, ca. 6Kg a mais que antes da PT e a ver o meu “normal” de 80kg a fugir de semana à semana.

Com o regresso das corridas em Dezembro (ainda nas calminhas) foi possível parar essa tendência de aumento de peso semanal e com os treinos a ganhar volume e intensidade a partir de Janeiro essa tendência inverteu e a perda de peso começou a ser visível de semana a semana.

Chegado a esta altura o meu peso anda dentro dos 76kg, ou seja, perdi quase 8kg em 3 meses. Como o fiz?

Eu tenho um “problema”!!! Gosto de comer … muitos gostam mais de doces que salgados, outros mais salgados que doces … eu gosto dos dois e em quantidades bem acima da média, não há semana em que não dê 2 ou 3 (ou mais) belas facadas naquela “dieta” ideal não só para desportistas mas tb para as pessoas comuns. Não dispenso um docinho ou mais todos os dias .. chocolate, bolo, bolachas, rebuçado, gomas, não sou esquisito  😉 … ahh, e tb gosto de beber as minhas cervejinhas, a garrafita de vinho de vez em quando, um Gin, uma Amêndoa Amarga, etc, etc … e pão? E pão com manteiga? Uiiiii … é melhor parar por aqui. Já perceberam a ideia.

francesinha caseirinha ...

Pizza caseirinha ... aqui confesso que ainda há muito a melhorar

eu sou mais de branco, mas dizem que este é bom

Alho francês à Brás ou uma Sêmea recheada ...

estando em casa muitas vezes faço Redons ao almoço ... muitas vezes com uma massaroca, rápido e bom

no outro dia a Pikinita apareceu com estes 4 paios caseiros em casa ... tão bons 

Gosto de cozinhar, algo que descobri há pouco tempo … e modéstia à parte, safo-me bastante bem, tenho tido uma evolução rápida. O “problema” é que me dedico quase exclusivamente a fazer daquelas coisas que gosto muito e não muito saudáveis… pastas, rissotos, pizzas, sandochas deliciosas (e gordurosas) … mete muito hidrato, muito queijo, natas … mas prontos. Tb sei fazer um peixinho cozido, mas só quando tem mesmo que ser 😉

há poucos dias fiz os primeiros hamburguers artesanais ...

sem falsa modéstia, ficaram muito muito bons

tb tentei recriar as lulas e gambas grelhadas do "Grelha" de Guetim ... não tendo acesso à mesma qualidade de ingredientes ficou bem bom e não sobrou nada...

adoro este, bem gelado

Polvo à Lagareiro tb foi uma estreia por estes dias e tb correu bem

Tenho a receita da melhor Bolognesa do mundo, que me deu uma amiga alemã ... tenho aperfeiçoado a minha Lasagna com ela

na semana passada inventei um arroz de tomate com cenas que tinha no frigorifico ... maravilha ... foram garrafa e meia de EA a dividir por 2


outra solução para um almoço ou jantar rápido são umas sandochas ... mas não é apenas pão, queijo e fiambre ... isso não alimenta


tb se gosta de peixinho grelhado por estas bandas ... neste caso uns Robalos...

ou como ontem uma saladinha bem composta com umas Bruscettas ao forno

ou ainda um cozido maravilha que fui buscar ao "Restaurante Mãezinha"

que nos dias seguintes deu a habitual bela da feijoada das sobras...

e mesmo nos treinos mais longos no monte ao fim de semana não descuramos os abastecimentos ... Geis? Barras? ... nada disso ...

NOTA: todas estas fotos são de comezainas cá de casa, de há umas poucas semanas para cá ... tenho a sorte (ou será "azar"?) de a Pikinita gostar tanto de comer e beber como eu :)

Isto não quer dizer que não coma sopa, legumes, fruta todos os dias. Ou que beba mais de 2 litros de água diariamente.

Resumindo… o que faz a diferença entre os 84Kg de Dezembro passado e os 76kg actuais? Apenas a corrida, a média de 100km semanais … não alterei a forma de comer, provavelmente até como mais agora, ou pelo menos como sem remorsos.

Continuo sem saber responder à questão … Correr para Comer ou Comer para Correr? … e como já não vou a tempo de ir aos Jogos Olimpicos quero continuar a fazer as duas coisas 😊