sexta-feira

2021 foi um Bom Ano

 

E com o 2021 quase quase a acabar chegou a altura de fazer um resumo do ano de corridas e aventures aqui do tasco.  Hoje fiz o último treino de 2021 ... estou na Amadora a passar o fim do ano e estava inscrito na SS cá da terra ... como foi anulada o treino passou para o Passei Maritimo e a distancia passou para a Meia Maratona ...

Para comeҫar esqueci-me dos calҫões ... nada que uma Decathlon não resolva. Não era por mim, mas a Pikinita não me quis ver a correr 21km de cuecas numa das marginais mais movimentadas aqui no estrangeiro 😉 ...




O treino correu mais ou menos. Aguentei o ritmo previsto até aos 15km, depois foi sempre a baixar ... o vento forte contra na primeira metade, o calor que se fez sentir na 2ª metade, o não ter levado gel nem água e uma semana de treino bastante intensa cansaram-me. Espero eu que tenha sido isso 😉

... e assim cheguei ao fim do ano com 4321,53km percorridos a pé, um novo recorde ... mas em relaҫão a numeros farei um post à parte.

Vamos ao resumo do ano, por meses...

Janeiro, Fevereiro e Marҫo

Confinados, foram meses de muita corrida e caminhada. Não havendo provas e com muitas incertezas tb não se colocaram grandes objectivos. Aproveitamos (eu e a Pikinita) para conhecer os trilhos do nosso Concelho através dos Percursos Pedestres da Feira. Mas foi neste inicio do ano que se colocou uma data no Projecto “Volta ao Concelho de Santa Maria da Feira”

tantos km fizemos juntos ...

Abril

Um dos pontos altos do ano ... colocar os pézinhos em todas as localidades do concelho da Feira. Ainda por cima em excelente companhia ... foram 160km em 27h com o Luis Lobo e o João Sousa. Maravilha 😊

que equipinha de luxo

Maio

Continuei a priveligiar trilhos, entre outros fomos conhecer Penacova. Acabei o mês a participar na primeira prova do ano, nas “Voltas do Impossivel” que não correram como eu gostaria ... dei apenas uma volta mas fiquei mais uma vez maravilhado com a Freita e com o ambiente criado. A voltar se me aceitarem.

Junho

Não houve um único texto publicado no blogue neste mês. Acho que foi a primeira vez desde a criaҫão do tasco, fruto de mudanҫas a nivel profissional e consequente falta de tempo. Mas não foi por isso que não se correu ... ainda foram 300km.

Julho

Mês intenso de trabalho, de viagens e tb de corridas. Voltamos à Serra Amarela, a primeira prova de grandes massas há muito tempo – e que bem que soube. Fiz o “Lichtenstein Weg”, 80km para conhecer aquele principado maravilhoso. Outro dos grandes destaques deste ano foi no último dia de Julho - os primeiros 100km da Pikinita.

Pikinita só em tamanho, de resto é enorme

Agosto

Recuperaҫão das aventuras e férias que marcaram igualmente o inicio de preparaҫão para o grande objectivo do ano – baixar as 3h na Maratona do Porto.

Setembro

Mês dedicado à preparaҫão da Maratona do Porto, muitos km, muita intensidade. Acaba com a participaҫão na Meia Maratona do Porto onde surpreendentemente bato o meu recorde pessoal na distância.

Outubro

No pico da preparaҫão para a Maratona do Porto surge o momento negativo do ano. Uma lesão nos adutores, que me impede de treinar quase 3 semanas. Fim do objectivo sub-3h.

Novembro

Uma semana antes da Maratona consigo voltar a correr sem dor. Vou à Maratona do Porto levar a extrema unҫão por culpa minha – mais uma aprendizagem. É também este mês que decido inscrever na Maratona de Sevilha para tentar as sub 3h – 20 Fev 2022 é a data.

Dezembro

Com o P.I.T.O. a Pernetada volta a organizar um evento ao fim de 2 anos – que maravilha, sem dúvida outro ponto alto de 2021. Fiz a SS de Santa Maria da Feira e vejo a da Amadora a ser adiada por grande pena minha.

Resumindo foi um ano excelente porque tirando pequenas lesões estive sempre activo, aproveitamos bem o confinamento e a falta de provas para conhecer melhor a nossa zona. Quando não houve provas inventamo-las, quando voltaram consegui participar em algumas, dediquei-me a 100% a uma Maratona que acabou por não correr como queria, e bati alguns recordes antigos. Não estive tanto com os amigos como gostaria mas já foi muito melhor que em 2020. Espero que 2022 possa ser o ano da retoma da normalidade como a conheciamos antes da pandemia.

Aproveito para agradecer a todos vocês que continuam desse lado a acompanhar este tasquinho, desejo-vos um 2022 em cheio de coisas boas, com muita saúdinha e que continuem com esse mau gosto para continuarem por aqui a acompanhar as  minhas desgracas. Sigaaaaa ...

Volto em 2022 ... como sempre despeҫo-me com a foto do ano ...

obrigado por tudo Pikinita .., que em 2022 continuemos a percorrer os km da vida da forma como temos feito até aqui ...


4 comentários:

  1. Foi o ano do improviso! Quando não existiu tu criaste, e quando existiu tu tiveste algum imprevisto. Espero que 2022 te permita correr o planeado!

    Um abraço
    Pedro Viana
    https://andaviana.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Foi muito bom, vamos com motivacao para 2022 :). Um excelente ano para ti. Abraco

      Excluir
  2. Um excelente ano em que não te acomodaste ao momento e fizeste acontecer. Muito bom!!!
    Grande abraço e que daqui a um ano estejamos aqui a comemorar um 2022 pleno e com um feito enorme em Sevilha :)

    ResponderExcluir
  3. Desejo-te um excelente 2022 cheio de felicidades e corridas por ai! E que este mundo volte a "ser normal"

    Abraço,
    Sérgio

    ResponderExcluir