sexta-feira

Imaginem....


Imaginem que está um belo domingo de manhã…

Imaginem que se encontram com um grupo de amigos para ir correr em mais uma prova popular…

Imaginem que estão na zona de partida, desejam sorte uns aos outros e ao tiro de partida lá arrancam mais uma vez, feitos loucos por aquele alcatrão fora….

Imaginem que chegam ao fim, cansados, mais ou menos satisfeitos, recebem a vossa medalha e saem da confusão para ir encontrar os amigos….

Imaginem que chegam ao carro e falta um dos vossos amigos…

Imaginem que o tempo vai passando e esse vosso amigo continua sem aparecer…

Imaginem que ligam para o telemóvel dele e está desligado….

Imaginem que voltam para a zona da meta para o procurar, pois com certeza estará por lá à vossa procura…

Imaginem que não o encontram, pensam que então só pode estar junto do carro e voltam para lá…

Imaginem que chegam de novo ao carro e nem sinal dele…

Imaginem, que já muito preocupados, dois dos que estão presentes voltam à zona de chegada e vocês ficam por ali, não vá ele aparecer…

Imaginem 10 minutos depois receber uma chamada de um dos amigos que foi até à meta a dizer “ele não chegou à meta, sentiu-se mal durante a prova e foi de urgência para o Hospital…consegui falar com a médica que diz que o estado dele é grave mas não adiantou mais nada”….

Imaginem que vão para o Hospital e vos dizem que tem que aguardar, que a médica vem já falar com vocês….

Imaginem que querem contactar alguém da família desse vosso amigo, mas não conhecem mais ninguém além dele, muito menos têm um contacto para quem ligar…

Imaginem o quanto custa estar ali 10 ou 15 minutos à espera sem saber o que se está a passar….

Imaginem que quando a médica vai  falar com vocês a primeira pergunta que faz é “algum de vocês viu o que aconteceu…?”….

Imaginem que exactamente nessa altura chega a esposa desse vosso amigo, que a médica não vos diz mais nada e convida a esposa a entrar para conversarem….

Imaginem quanto vos custa estar ali aquela meia hora à espera sem saber nada…

Imaginem o alívio quando finalmente a esposa sai, diz que o pior já passou, que o vosso amigo está a recuperar, embora ainda tenha que ficar para fazer mais exames….

Imaginem voltar para casa, e embora mais descansados, o vosso coração continua apertado….

Imaginem passar o resto da tarde em casa à espera de notícias….

Imaginem a vossa felicidade e alivio, quando ao fim da tarde recebem uma chamada do vosso amigo, a dizer que já está em casa e que, dentro dos possíveis está tudo sobre controle….

Agora imaginem que foi mais ou menos isto que vivemos (eu e mais 3 amigos) no domingo passado na Meia Maratona Sportzone. Ouvimos falar algumas vezes neste tipo de situações, mas pensamos sempre que só acontece aos outros. Meus amigos, isto pode acontecer a qualquer um de nós.

Esta situação fez-nos pensar muito…existem vários aspectos que descuramos por facilitismo, que são muito importantes, e que poderão fazer a diferença se um dia a infelicidade bater à nossa porta. Ficam aqui algumas das mais importantes…se alguém se lembrar de mais alguma, faça o fvr de o partilhar:

- normalmente os dorsais (nas grandes provas acontece) na parte trás, tem um espaço onde devemos colocar um contacto para casos de emergência, indicação se temos alguma doença crónica, medicação que tomamos, etc. Eu nunca preencho o que é um erro…é 1 minuto apenas que nos pode salvar a vida e é algo que vou mudar já na próxima prova.

- o mesmo se aplica aos treinos…a maior parte das vezes saio para treinar, nem telemóvel levo (só nos longos). Não pode ser…já comecei esta semana a levar sempre o tlm e um papelinho plastificado com as indicações acima todas, caso me aconteça alguma coisa durante o treino. Um hábito que tenho, é dizer em casa antes de sair, mais ou menos quanto tempo vou demorar e para que lado vou correr.

- não basta termos os contactos uns dos outros…este caso mostrou que necessitamos também de um contacto de um familiar ou amigo para quem  possamos ligar em caso de emergência.

- e por fim a parte desportiva…atenção redobrada ao que o corpo nos diz…..hidratação e alimentação são muito importantes….e uma lição para mim….mais importante que ritmos, recordes e afins, é ouvir o nosso corpo, e saber dizer basta quando tem que ser…..

É que amanhã teremos um novo lindo dia, para desfrutar de mais uma corrida!!!

 

 

21 comentários:

  1. Que cagaço que devem ter apanhado! O que interessa é que já deve estar melhor. Quanto às dicas costumo fazer quase tudo, à excepção dos contactos no dorsal, só vi isso na Meia Maratona de Lisboa, que devidamente preenchi. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está melhor...foi um susto valente. Abraço

      Excluir
  2. Não consigo imaginar o aperto que sentiram... Simples coisinhas que por vezes descoramos e que no fim fazem toda a diferença. Esse episódio serviu para nunca facilitar! Pois nunca se sabe o que vem ao virar da esquina.
    Espero que o teu amigo esteja melhor!
    Um beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está melhor sim. Obrigado. Beijinhos

      Excluir
  3. Já pensei nisso muitas vezes, especialmente no btt pela serra. Se caio ou tenho um "chlic" demoram 5 dias para me encontrarem...
    Tenho de mudar essa atitude.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...o mesmo se passa comigo quando vou para o meio dos montes correr. Levar telemóvel, alguma comida e bebida extra, talvez uma manta térmica e um apito nestas situações....é que tb não podemos deixar se gostamos tanto...aliás, se não nem em casa estamos bem. É tentar minimizar a coisa...
      Abraço

      Excluir
  4. Realmente foi um grande susto, mas felizmente tudo acabou bem.

    Como dizes é essencial ouvir o nosso corpo, pelo que quando praticamos uma atividade física intensa devemos, para além de ouvir os seus sinais e de ter cuidado com a alimentação e com a hidratação, ter o hábito de visitar o médico regularmente e fazer exames regulares (Análises sanguíneas, electrocardiograma, prova de esforço, etc).

    No blogue Correr o Mundo, existem 10 dicas dadas pelo Carlos Sá, para quem quer fazer trail, sendo que uma delas, respeitante ao que se deve utilizar, pode ser adaptada para os treinos de corrida, quaisquer que eles sejam, ou mesmo de BTT.

    Assim, o Carlos Sá recomenda que se leve, como material obrigatório:
    - telemóvel;
    - reserva alimentar;
    - apito;
    - manta térmica;
    - frontal.

    Penso que o telemóvel, a reserva alimentar e de água devem ser sempre obrigatórios e que o apito o frontal e a manta térmica apenas façam sentido em zonas extremamente isoladas que podem dar jeito quer em caso de queda, ou caso nos percamos.

    Rápidas melhoras para o vosso companheiro.

    Abraço.

    Fernando Varela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas dicas importantes. Abraço

      Excluir
  5. Que aflição vocês passaram, espero nunca passar por isso e desejo que nunca precisem passar por isso novamente, mesmo assim não dá para contar com a sorte sempre achei as dicas super úteis e eu também vou começar a levar o celular em todos os treinos.
    Bom final de semana
    Beijos
    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ju.
      Bom fim de semana para ti tb. Beijinhos e bons kms.

      Excluir
  6. Nem quero imaginar. Felizmente que acabou tudo em bem.
    Tenho por hábito levar sempre comigo o telemóvel e o cartão de cidadão, just in case.
    As outras medidas de segurança que referes fazem todo o sentido. Mais vale prevenir que remediar.
    Beijinhos, boas corridas e rápida recuperação do teu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e não custa nada...já ando com tlm e identificação sempre comigo, seja 5km ou 30km.
      Beijinhos e boas corridas

      Excluir
  7. Carlos, nem imagino a aflição que deve ter sido.
    Nunca pensamos que alguma coisa pode correr mal.
    Vou redobrar os cuidados durante os treinos e as corridas.
    As melhoras para o vosso amigo.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz isso Vitor, não se perde nada.
      Obrigado e aquele Abraço

      Excluir
  8. Que susto...

    Já passou e como com os erros se aprende, vou já tratar de trocar mais contactos entre o grupo com quem costumo participar nas provas... é um 1º passo!

    O telemóvel já o carrego sempre comigo...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois...mais vale prevenir.
      Abraço Luis.

      Excluir
  9. Foi um grande susto, mas ainda bem que o desenvolvimento foi bom.
    Eu preencho sempre esses dados atrás do dorsal, mas já reparei que só nas "grandes" Meias Maratonas é que vem isso.
    De resto, corro sempre (treinos e provas) com o tlm, não vá acontecer alguma coisa.
    Existem também as pulseiras runner ID, não sei se se vendem por cá, mas funcionam à semelhança daquelas chapinhas dos soldados, com os nossos dados, grupo sanguíneo, contacto de emergência... Mesmo sem pulseira, é fácil improvisar uma coisa do género.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo nas outras provas, não pedindo os dados, podemos preencher na mesma..ou levar sempre o tal cartão plastificado. Não conheço essas pulseiras..vou pesquisar. Tenho um cartão, tenho é de plastifica-lo (hoje no treino longo, com o suor lá se foi...)
      Beijinhos

      Excluir
  10. Antes de mais, as minhas desculpas pela aflição...
    Agora já estou bem mas, ainda não corri depois desse incidente (acho que ainda estou a ganhar coragem). Devo iniciar na próxima semana apesar de todos os médicos que me viram já terem dado aprovação.
    A minha preocupação (quando recuperei) nas urgências do Sto António (onde fui muito bem tratado) era não ter como vos avisar onde eu estava.
    Também aprendi bastante com o que me ocorreu durante a Meia Maratona... Seja "ouvir" o nosso corpo, seja partilhar informações/dados sobre nós com os que nos rodeiam

    Devo também acrescentar que TENHO OS MELHORES AMIGOS DO MUNDO. Vocês foram incansáveis.

    OBRIGADO por tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nada para agradecer, afinal não fizemos nada que tu não fizesses por nós. O que interessa é que está tudo bem e agora, quando quiseres podes voltar a correr. Abraço.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir