domingo

4,16 minutos ao km


Não, não é nenhuma equipa concorrente dos “4 ao km” do João Lima (e amigos), muito menos uma filial mais a norte da mesma – embora modéstia à parte o amarelo me fique bem :)

4,16min/km é o ritmo que terei de impor durante 21.097m para atingir o meu próximo objectivo de corrida.

Iniciei na 2ª feira o plano de treinos de 12 semanas, que espero me leve a atingir um dos objectivos que ainda tenho para este ano – baixar 1h30min na Meia Maratona. O meu recorde nesta distância está actualmente em 1h33,03 e foi conseguido em Janeiro deste ano na Meia Maratona Manuela Machado em Viana. Tirar 3 minutos é obra, mas gosto de desafios, e embora o considere muito difícil de concretizar (para as minhas capacidades) acho que é realista – um ex-colega de trabalho disse um dia “o mais difícil é para os mais capazes” e tem toda a razão :) *.

O dia D será a 15 de Setembro na Meia Maratona Sportzone no Porto – tinha como alternativa a de Ovar a 6 de Outubro, mas é já muito em cima da Maratona do Porto, onde pretendo atingir o outro grande objectivo que me falta para este ano (mas isto fica para outra altura – agora vamos focar na Meia).

O plano de treinos que vou usar como base foi retirado da Runners World alemã (mais uma vez). Introduzi algumas alterações, com uns treinos longos com mais kms, visto que quero enquadrar o plano de forma a depois dar continuidade (+ 6 semanas) para o que pretendo fazer na Maratona em início de Novembro.

O esquema semanal engloba 5 a 6 treinos, um de series à 3ª feira, um bem ritmado à 6ª feira e um longo ao domingo. Pelo meio treinos a rolar com um ou outro de Fartlek ou Rampas. Nestas 12 semanas serão ca.800kms. Pelo meio ainda duas provas que terei de definir – uma de 10kms e uma de 15 a 20kms para servir de teste.  

Vou tentar englobar alguma musculação e melhorar a minha alimentação. Sempre que começo uma preparação mais especifica digo o mesmo, mas depois a coisa começa a descambar. Vamos lá ver se é desta – esta semana (por ser a primeira) já me portei mais ou menos bem – doces (quase) nem vê-los, menos pão (e manteiga) do que habitual e nada de fritos e molhos – pronto, fui uma vez à Pizza, mas esse foi o grande “pecado” destes últimos dias.

No que diz respeito a treinos esta semana (quase) consegui cumprir o plano. Tive sorte, estive na Alemanha de 3ª a 6ª – enquanto vocês estavam numa sauna, eu apanhei tempo fresco (entre 15 a 18ºC), ideal para correr:

2ª feira – 11km - treino de series (com o meu amigo Badolas) – 6x800 a     4min/km

3ª feira – 6km de corrida de recuperação por uns campos verdejantes na Baviera

4ª feira – 15km em floresta (com 50min a 4,43min/km pelo meio) – bem durinho este treino, pois tinha algumas subidas e descidas ingremes.

5ª feira – 12km num parque natural, plano…muito bonito…acabei por andar mais rápido do que o planeado (média 4,58min/km)…senti-me bem e pronto, dei corda às sapatilhas.

6ª feira – dia de regresso a Portugal e descanso

Sábado – 21km – já não fazia nada acima de 15km à mais de um mês – senti-me tão bem…sai cuidadoso, mas comecei a ganhar confiança e acabei com 5,07/min/km, para um percurso com algumas subidas complicadas – muito bom mesmo.

Domingo – 3km de caminhada (de recuperação), englobada no evento “Mosaico Social” – organizada pelo CAL – hoje estou muito feliz com algo que não tem nada a ver com as minhas corridas – isto merecerá um artigo à parte.

No total fiz quase 70km. Na próxima semana volto a estar na Alemanha de 3ª a 6ª – tenho vários treinos e um pouco mais de 60km para fazer. Vamos lá ver.

*O mesmo colega tinha mais pérolas tipo … “agarra-te ao pai que o pai vai voar” ou “viva quem é uma flor”, mas acho que não se enquadra nesta situação :D…. este sabia-a toda, e o mais incrível é que tinha algum sucesso com esta lábia toda junto do mulherio J

segunda-feira

Blogues de Corrida - artigo no Correio da Manhã




Ontem na revista Domingo do Correio da Manhã, saiu um artigo sobre Blogues de Corrida – aqui o link…..Correio da Manhã

O Papa Kilómetros foi um dos escolhidos, juntamente com os blogues de mais alguns colegas (João , Isa, Rute, Pedro e Carla), escolha que muito me honrou e ainda mais me surpreendeu, tanto que quando fui contactado e entrevistado perguntei à jornalista porquê o Papa Kilómetros, disse-lhe que havia tantos outros, de grande qualidade e tão bem escritos….ela apenas me respondeu….”pesquisei e achei piada ao seu”…pronto, foi isso.

Acho que a escolha não deve ter sido fácil, existem mesmo muitos blogues de corrida, todos eles de estilos diferentes, todos eles interessantes…podemos identificar-nos mais com uns do que com outros, pelo tipo de escrita, pela informação, pelo humor, etc. Podemos concordar com a escolha dos blogues retratados ou achar injusto…acho que depende dos critérios de cada um - haveria blogues consensuais quase a 100% se fizéssemos uma votação? Acho que talvez 2 ou 3 no máximo seriam consensuais por serem referências obrigatórias para cada um de nós.

Eu vejo este artigo como um prémio conjunto, justo para uma comunidade que, modéstia à parte, tem dado o seu contributo importante para o aumento de corredores por estas estradas e trilhos fora. É com exemplos como os nossos, de “comuns mortais”, que faz com que muita gente diga “se ele consegue eu também consigo”. Baste ler os comentários por essa blogosfera corredora fora para ver que é assim. Agora imaginem a quantidade de gente que não comenta, anónimos que vão lendo e “caladinhos” vão fazendo o seu caminho.

Este artigo é de todos nós, bloguistas de corrida. Parabéns a todos!!!

quinta-feira

Volto já

Aqui me despeço....vou de fim de semana até Chaves com as minhas 3 meninas....ainda não tinha contado aqui neste espaço, mas o bebé que estamos à espera tb é uma menina e vai chamar-se Isabel, que a juntar à filhote Maria e à esposa Inês faz a tal tripla de gajas....tou lixado, vou ficar velhinho num instante :D

Amanhã levanto-me às 6 para uma última corrida esta semana. No fim de semana nada de corridas nem papakilometros....só eu e as minhas meninas....e a comidinha transmontana.

2a feira começa o meu plano de treinos para a Meia Maratona do Porto a 15 de Setembro....são 12 semanas para tentar baixar 1h30.

Bom fim de semana...

segunda-feira

Corrida de S.João 2013


Vamos por partes….se existia um recorde que eu considerava um pouco aquém das minhas possibilidades esse era o dos 15km. Há 3 anos e meio que faço provas de corrida de forma regular e curiosamente, de 15km só fiz 3 (incluindo a de ontem) – e sempre a Corrida de S.João no Porto. Acontece que nestas 3 participações consecutivas sempre aconteceu algo que condicionou as minhas corridas e fez com que não conseguisse melhor.

Em 2011, na minha estreia, estavam trinta e tal graus sem qualquer vento, e eu armado em esperto (inexperiente) corri como se o tempo estivesse ameno, arriscando ritmos altos logo desde o início. Resultado – quebrei logo aos 8km e para chegar ao fim foi um martírio – 1h13min. Além disso engasguei-me com um gel energético e ia morrendo ali.

Em 2012, andei a treinar forte – queria bater o recorde por larga margem e achava que 1h05 seriam possíveis. Pois….mas no sábado anterior ao dia de prova foi a despedida de solteiro do meu amigo Bruno, que além das comezainas e bebidas com fartura, incluiu  uma futebolada que fez as minhas pernas num oito. Mesmo assim, e após uma prova controlada fiz 1h08 qualquer coisa.

Para 2013 o objectivo era um tempo à Carlos Cardoso – qualquer coisa ali entre 1h02 e 1h03. Tinha um plano definido para 3 semanas depois da Geira Romana para ganhar ritmo e lesionei-me - paragem forçada. Foram 3 semanas de poucos treinos, nada de series, nada de longos – mas isso não me preocupava, queria era recuperar. As coisas foram melhorando, e na semana passada já consegui correr 3 vezes – num deles até fiz 4x1000m a 4,25min/km para experimentar e fiquei todo partido. É evidente que não daria para fazer um tempo dentro do que tinha previsto antes de me lesionar, mas decidi-me a tentar baixar o meu recorde pessoal. A táctica seria correr num ritmo constante (ca.4,30min/km) – a única preocupação era saber se conseguiria aguentar durante 15km esse ritmo – o treino mais longo nas últimas semanas tinha sido de 11km.  

O nosso CAL está a crescer e os 17 atletas na corrida + 5 para a caminhada que estavam inscritos são a prova disso – penso que se trata de um recorde de inscrições da nossa parte.

Eram quase 9h quando estacionamos numa transversal à Avenida Brasilia, e já devidamente equipados fomos ter com o restante pessoal ao café habitual quando fazemos provas nesta zona. Já lá estavam praticamente todos os outros – breve troca de cumprimentos, discutidos alguns assuntos do clube e estava na hora do aquecimento. De referir que houve um “engano” (nossa culpa, não da organização) na inscrição dos atletas do CAL, e ficamos todos registados com partida no Grupo C (objectivo acima da 1h15 e último grupo existente).

Depois de um breve aquecimento lá me enfiei no “meu curral” e tentei chegar o mais possível à frente – até consegui avançar bastante, mas já dava para ver o que me iria esperar nos primeiros kms. O ambiente, como habitualmente era de grande festa, muita animação para as ca. de 10.000 pessoas que estavam inscritas (das quais ca. de 4.000 para a corrida dos 15kms). O tempo estava impecável para quem quer correr, tempo seco, talvez uns 18 ºC e nada de vento.
 

O tiro de partida foi dado às 10 horas, quando estava a dar a minha música preferida do momento – a Runporto pensa em tudo :D – obrigado por isso…..
 
 
Tiro de partida……30 seg, 1 minuto….e nem um passo. Passei o pórtico o relógio já marcava quase 3 minutos e começou a odisseia de tentar correr….a solução encontrada para entrar no ritmo, foi ir pelos passeios, mesmo assim tive que zigue-zaguear….começou a melhorar um pouco, quando viramos para a Avenida da Boavista e começou a subir. O primeiro km foi feito em 5,30min/km e ao 2ª já estava em 4,45min e no 3º já estava na média que queria…4,30min/km….e sentia-me bem…aliás muito bem.
O Tiago Poças tinha passado por mim ao inicio e disse-me “anda daí” … em condições normais seria a lebre ideal, mas eu estava receoso e decidi ir no “meu” ritmo. Os primeiros 5km voaram, quase nem dei por isso…um pouco abaixo dos 23 min….nada mau….até aos 10km é a parte mais complicada, infindável Avenida Brasilia, uma parte em paralelos e o facto de normalmente começarem os primeiros sinais de cansaço e ainda faltar muito eram os factores causadores.…mas até me portei bem, inclusivamente aumentei ligeiramente o ritmo nesta fase.

Aos 8kms tomei metade do gel que levava…..pouco depois começam a passar do lado contrário os atletas que já fizeram o retorno….a mim ajuda-me a abstrair do “sofrimento”…..na frente o Rui Silva a puxar, seguido do José Moreira e do Licínio Pimentel….pouco depois, ponto de retorno aos 10km (pouco menos de 22min nos últimos 5kms)….muito bom…só falta o último terço da prova…. continuei a distrair-me com o pessoal que ia vendo em sentido contrário…..tomei o resto do gel aos 12km, altura em que ia acelerar mas contive-me por precaução (ou falta de confiança) ......…”acelero aos 13” pensei eu…..mas aos 13 voltei a adiar o carregar no acelerador para o último km. Aos 14km, com a entrada na recta da meta finalmente dei-lhe gás….dois outros atletas, um de mais idade e um mais jovem sentiram-se “picados” e lá fomos os 3 lado a lado a puxar….faltavam 500m e fiquei ligeiramente para trás, mas a 200m da meta num sprint final passei os dois (ainda tinha energia guardada – o chamado “nitro”), cortando a meta satisfeitíssimo - o meu relógio marcava um tempo pouco acima da 1h06 – oficialmente foram 01:06:09 - último km a 3.45min.  Há uma semana ainda nem sabia se iria participar e agora estava ali a fazer um tempo bem razoável – afinal a forma não se vai assim, sem mais nem menos.
 
Com o tempo conseguido, fiquei num honroso 725º lugar da geral (entre 3664 que finalizaram a prova), e 137º lugar do meu escalão.
O melhor de tudo, foi que não me ressenti nada do problema que tinha tido. Será que está debelado? Veremos o que dizem os exames que vou fazer esta semana.

Quanto à malta do CAL, mais um grande dia para as nossas cores – todos concluíram as suas provas, houve excelentes resultados e ninguém se magoou, o que é o mais importante:

Pos. Escalão Pos. Dorsal Nome Tempo Tempo
Esc. Oficial Net
85 M35 14 700 Nuno Silva 00:55:53 00:55:42
260 M35 40 702 Rui Correia 01:01:25 01:00:53
476 M35 71 692 Hugo Fernandes 01:05:51 01:03:41
637 M20 185 703 Tiago Oliveira 01:07:39 01:05:02
725 M40 137 688 Carlos Cardoso 01:08:38 01:06:09
1057 M20 307 695 Jose Coelho 01:11:52 01:08:47
1090 M50 95 691 Francisco Costa 01:12:09 01:10:02
1200 M60 33 687 Alberto Silva 01:13:18 01:11:11
1260 M35 226 701 Pedro Lino 01:13:49 01:10:42
1432 M35 260 696 Jose Moreira 01:15:23 01:12:17
1446 M60 45 689 Constantino Santos 01:15:28 01:13:22
1587 M60 52 694 Joaquim Paulino 01:16:54 01:14:46
1679 M60 58 698 Lucidio Dias 01:17:39 01:15:16
2241 M35 432 697 Jose Martins 01:23:01 01:19:56
2824 M60 117 690 Ernesto Carvalho 01:30:00 01:29:11
3425 F20 235 693 Janete Brandao 01:42:33 01:39:25
 

Desta vez tenho que destacar aqui 3 amigos, que de alguma forma foram “convertidos” pela minha insignificância, e que não estão na lista acima, por (ainda) não pertencerem ao CAL…

Tony Albert – amigo da empresa onde trabalho – só treina duas vezes por semana em passadeira, faz uma bicicletazinha de vez em quando e mais nada. Esta foi a segunda prova dele e nunca tinha corrido mais de 10km. Sabem que tempo fez? Sentem-se por fvr…..01:03:51…sim, leram bem….fantástico, não é? Imaginem se ele treinasse a sério.

Marco Santos – mais um amigo do trabalho – igualmente a segunda prova e fez um excelente tempo, para quem não treina praticamente nada….01:22:32. Diz que quase morria nos dois kms finais…esteve meia hora no fim a tremer para recuperar….em grande…próxima paragem….Meia Maratona.

Helder Silva – amigo da bola de antigamente – tb a 2ª prova – chegou ao fim 01:20:19…muito bom, para quem apontava a 1h27min. É o próximo elemento a juntar-se ao CAL - o contrato está ser feito :D

Quanto à organização, simplesmente impecável como tem sido habitual nas provas organizadas pela Runporto. Muitos participantes (esgotaram as inscrições), animação, 3 abastecimentos (que é suficiente) e tb bastante público o que é sempre agradável. A destacar a estreia de um novo sistema de cronometragem, com um sensor integrado no dorsal (em vez da fita na sapatilha) – no meu caso funcionou bem. Parabéns à Runporto por mais esta excelente organização e para o ano, se tudo correr bem, cá estarei de novo.

sábado

Vejam as diferenças.....

Encontrei estes videos de um treininho que fizemos aqui na zona no inicio do ano. Vejam a diferença a descer (já agora a subir tb) entre quem sabe e os "maçaricos":
 
Primeiro os "maçaricos" - não vale rir, afinal estamos aqui inocentemente a expor as nossas "fraquezas".....
 
video
 
Agora os "Prós":
 
video


Mas sabem uma coisa....os "maçaricos" gostam tanto disto como os "prós"!!!
 
 

segunda-feira

lá vamos andando por aí.....


Ando bem melhor do meu problema no pé direito – não me tem doído mas tb tenho que dizer que não tenho feito (quase) nada.

A semana passada foi mesmo muito dura – corri a Alemanha de lés a lés, fazendo um périplo pelos meus clientes mais importantes – no total fiz quase 3.000km de carro – a nível de trabalho correu bem, mas houve pouco tempo para correrias ou caminhadas.

Depois da caminhada relatada no meu post anterior, estive até 5ª feira sem fazer mais nada – não houve tempo. Até foi positivo, pq assim dei descanso ao corpo e as dores da perna direita praticamente desapareceram. Na 5ª feira levantei-me cedo para dar uma caminhada – equipei-me como se fosse para correr e lá saí a caminhar pelos campos fora…. comecei logo a pensar em correr, mas consegui refrear os ânimos até ao km 1,5….não me doía nada e pensei….vou correr só um bocadinho, só para experimentar…e lá comecei timidamente a dar umas passadas de corrida, devagar com mil cuidados a colocar o pé direito no chão…..afinal isto não está muito mau, sentia um pequena impressão mas lá fui andando.....não demorei muito a esquecer-me do meu problema e lá andei uma hora que me soube mesmo muito bem, feliz da vida por ter corrido novamente e por não ter tido nenhuma recaída.

No fim do dia, cheguei ao Hotel em Mainz….mesmo em frente ao Hotel o rio Rhein, excelente tempo e montes de gente ao longo das margens….deitados nos jardins, sentados em bancos, no chão onde calhasse lá estavam pessoas em grupos a socializar…eram de todas as idades e estilos, bebiam, dançavam, cantavam ou simplesmente conversavam….montes de gente a passear e claro, a correr. Digo-vos que quando vi aquilo só me apetecia calçar as sapatilhas e galgar por ali fora….só não fui porque já tinha corrido de manhã, e não queria forçar (ainda mais) a minha perna doentinha. Táctica usada….vou jantar, pois com a barriga cheia o meu sentido de responsabilidade diz-me que não posso correr….e assim foi. Depois de uma bela massaroca italiana, regressei ao Hotel, lancei um olhar pela janela sobre o rio e pumba…equipei-me e fui……caminhar 1 horita – maravilha. Decidi durante a caminhada, que me iria levantar cedo no dia seguinte para aproveitar aquela zona e dar uma corrida.

No dia seguinte assim fiz, levantei-me cedo e lá fui correr nas margens do Rhein…11kms, lentos ao inicio, mas gradualmente a subir de ritmo (queria testar-me)….que preso que estou, uma lástima…pelo meio fiz 6 rampas e um ou outro km a 4,30min/km. No fim estava estafado mas feliz, por correr e por não me ter ressentido da lesão.

Não sei se foi do treino, mas andei sábado e domingo cansado e decidi não correr mais vez nenhuma – não me apeteceu. Se por um lado não tenho grandes objectivos nas próximas semanas, por outro ainda estou receoso em relação a esta dor que me anda a importunar.

Estou decidido a ir ao fundo da questão e tenho já marcada uma consulta na minha médica para amanhã – vou-lhe pedir para fazer exames – é que é já a 3ª vez que isto me dá, desaparece e passado algum tempo volta – e desta vez foi com mais intensidade que das outras.

Esta semana vou tentar correr umas 3 vezes, sem exagerar demasiado – se não me ressentir, estarei presente na Corrida de S.João no Porto no próximo domingo para correr os 15km – antes da lesão o meu objectivo era fazer 1h02-1h03 (o meu actual recorde na distância é 1h08 qualquer coisa), mas agora já não – se puder participar, quero é chegar ao fim sem problema de maior. Esperemos que sim!!!

Tortura é isto.....

Ontem cheguei à Alemanha, para uma semana de trabalho em que vou percorrer 3.000km até 6ª feira – de carro claro.

Estou no sul da Alemanha, numa pequena vila chamada Stetten, perto de Stuttgart, a pouco mais de 20km do sítio onde nasci e passei os meus primeiros 10 anos de vida. Cheguei antes das 18h, não tinha compromissos e o tempo estava bom – já não é a primeira vez que estou por estas bandas e conheço os montes e florestas circundantes, envolvidos em zonas de vinhas. Calcei as sapatilhas de trail e pus-me a caminho…
desculpem lá, mas já rodei e desrodei as fotos e não as consigo colocar direitos - não assumo qualquer responsabilidade se ficarem com torcicolos, quedas de pc, danos nos ecrãs, etc.....



assumo que todos que estejam a ver estas fotos sejam maiores de idade - além disso, isto é arte e não pornografia :D





ai...lama como deve ser para sujar as sapatilhas :)


o carro não é meu...foram as minhas pernas que me levaram lá acima




 
Que tal…gostam? Foram apenas 1h15min, mas soube muito bem….mas melhor teria sido se os tivesse feito a correr.
Sim, não corri, “apenas” caminhei….não, não pq as inclinações me obriguem a isso, mas pq estou lesionado – a minha perna direita (tíbia) continua a doer-me e pelos sintomas estou desconfiado que seja o seguinte….

http://www.marcosbritto.com/2011/01/fraturas-de-estresse-diagnostico-e.html

Ao andar por esta zona tive um misto de sentimentos – a caminhar temos mais tempo para desfrutar do percurso, da natureza, por outro lado o prazer teria sido infinitamente maior a correr…..subidas, carreiros, escadas, trilhos florestais, lama e tempo disponível…teriam sido no mínimo 2 horas de prazer….mas não….apenas caminhei…..isto para mim é TORTURA!!!
 
Eu com cara de parvo 

 
Na próxima semana vou tratar do problema – preciso de ter a certeza o que tenho para ser tratado convenientemente e voltar logo que possível às minhas corridas - espero que a tempo de ir atrás de dois objectivos que ainda tenho para este ano – baixar 1h30min na Meia Maratona e bater o meu recorde da Maratona (3h29min).
Vamos lá ver!!!