segunda-feira

Meia Maratona do Porto 2021 - comeҫo a achar que é possivel

Na 6a feira passada, fim do dia, recebo uma whatsapp do meu “Mister” a dizer algo do tipo ... “Domingo é para dar tudo!!!” ... mas tudo como? 1h30, certo? ... “nah, 4,05m/km...” ... mas isso é melhor que o meu recorde à meia? ... “pronto, primeiros 5km a 4,09 e depois andamento ...” ... ok, vamos tentar ..

Eu que já andava com o bichinho de voltar às provas de estrada, confesso que fiquei entusiasmado mas ao mesmo tempo com muitas dúvidas sobre se nesta fase de preparaҫão conseguiria fazer essa média. O melhor que fiz nestes últimos tempos foram 18km a 4,21/km. Que se lixe ... vamos tentar e logo se vê ...

Nesse mesmo dia à noite fui ao Shopping Alameda levantar o dorsal ... foi o primeiro encontro com a nova realidade das provas ... controle de temperatura, apresentaҫão do certificado de vacinaҫão, entrega do dorsal individualmente, apenas ao próprio ... tem que ser ... funcionou tudo muito bem.

Sábado tive alguns cuidados que normalmente não tenho ... hidratar bem durante o dia (sem alcool) e algum cuidado com o que comi. A noite de sábado para domingo foi muito mal dormida ... curta e sempre a revirar-me na cama, sinal de alguma ansiedade ... eram 5h30 quando me levantei ... a hora de partida seria às 8h. Chegamos um pouco antes da 7h à zona do Fluvial e fomos ao controle de temperatura para receber a pulseira que nos daria acesso à nossa Box de partida.

Por falar nisso, a nossa Box era a C ... a última. Foi a Pikinita que ganhou os nossos dorsais num concurso, não me apercebi que havia boxs de partida ... ainda tentei alterar quando levantamos os dorsais mas já não fui a tempo. Paciência.

Ainda fizemos um pequeno aquecimento e entramos na nossa box ... 8h em ponto comeҫam as partidas ... primeiro elites, depois Box A, B e finalmente a C. Deixo a Pikinita entregue ao Paulinho dos Montemorrows ou lá como se chama e arranco ...

Foram quase 3km aos zigue-zagues, aos pequenos sprints, ora ultrapassar pelas laterais, ora pelo centro ... com esta brincadeira de encontrar espaҫos para passar os primeiros km voaram (os mais rapidos de toda a prova)... estava na zona da Alfandega e agora já havia espaҫo. Saio do Tunel da Ribeira, ligeiramente a descer para o tabuleiro de baixo da Ponte D.Luis a grande velocidade ... a média destes primeiros 3km está ligeiramente abaixo dos 4min/km ... demasiado rápido mas sinto-me muito bem.

A viagem de ida até à Marina da Afurada foi um entrar em modo cruzeiro onde a média subiu ligeiramente não ultrapassando os 4,02m/km. Muito bom. Desde o inicio que comecei a passar muita gente por ter partido do grupo C ... mesmo nesta altura isso ainda continuava a acontecer ... muitos conhecidos o que deu sempre para uns incentivos mútuos. E tb já vinham os primeiros em sentido contrário ...grandes máquinas. Aos 7km tomo metade do meu gel ... meio gel a cada 7km era o plano.

A viragem na Afurada é feita numa rotunda e é bem durinha ... com 9km nas pernas apanhamos uma rampa com uns 100m ... tento não baixar o ritmo para depois recuperar na descida que vem a seguir ... consigo em parte mas já não vou tão “soltinho” e mais em esforҫo. Passo a placa dos 10km com 41m33s e o meu relógio dava mais 270m, ou seja, a minha média oficial era superior à que mostrava o meu relógio. Mas estava bom assim. Sabia que ia comeҫar a luta...

obrigado pela foto Paulo Gomes

O regresso pela marginal de Gaia foi bem duro. Tentei manter o ritmo o que consegui ... a “terrivel” subida para o tabuleiro da Ponte D.Luis é feito em esforҫo para não perder muito ritmo. Resultado é fazer metade do tabuleiro da ponte a um ritmo mais comedido para tentar meter ar nos pulmões. Mas o apoio do público à saída da ponte dão novo alento.

Saída para a terrivel ida e volta à Ponte Maria Pia ... pouco mais que 14km nas pernas, média em 4,03m/km. Excelente. “Só” falta o último terҫo da prova. Lembro-me que tenho de tomar o gel mas não apetece e não tomo mesmo (algo a mudar na Maratona). Chego ao último retorno com a média a 4,02 ... mas estou a ficar cada vez com mais dificuldade em manter o ritmo que não vai certo ... tanto dou por mim mais lento a 4,10 como depois tento compensar e chega a baixar os 4m/km ... vai ser uma luta km a km .. ainda consigo fazer contas de cabeҫa ... se nestes últimos 4km conseguir fazer 4,10 de média chega para bater o meu recorde ...

Passo o tunel da Ribeira novamente ... mas desta vez o esforҫo é grande, além de vir desgastado é ligeiramente a subir ... depois os paralelos e finalmente entramos no “alcatrão fofinho” um pouco antes da Alfandega. Só faltam 3km ... o meu relógio agora mostra ca.300m a mais que as indicaҫões das placas no percurso. Deve dar, tem que dar ...

Sei que já não há subidas nem descidas, sei que o piso é bom mas estes últimos km custaram-me muito ... 18 .... 19 ... o ritmo baixou um bocadinho (não muito) mas pelas minhas contas vai dar ... foi nesta fase que fui mais ultrapassado do que ultrapassei ... km 20 e vejo os pórticos no horizonte ... o meu relógio agora já mostra 350m de diferenҫa a mais em relacao às placas da organizacao... ó diabo ... vai ser résvés ... passa um grupo por mim e eu colo-me ... só aguento 200m ... está ali o pórtico ... mas o pessoal passa e continua a correr ...

... ó diabo ... afinal o pórtico de chegada é uns 100m mais à frente ... olho para o meu relógio e faltam apenas 20s para as 1h27,43 que na minha cabeҫa é a marca a abater ... meto uma abaixo e mando um sprint dentro do que ainda me é possivel nesta altura... uns 20m antes da meta olho de soslaio para o relógio e vejo que não vai dar ... confesso que passo a meta um pouco desiludido, agarro-me às grades na lateral a tentar respirar, estou ourado ... olho para o relógio para ver que tempo fiz e noto que me esqueci de o desligar.

deu quase mais 400m ... 

Dei-me uns poucos minutos para recuperar, levantei o meu saco com as ofertas e a medalha e fui encontrar amigos, uns que já tinham chegado, outros a chegar ... conversa, risota, fotos ... que saudades deste ambiente ... safoda o rp ... afinal fiz uma enorme prova, atingi o objectivo pretendido 😊

Cecilio e Rui ...

com o Xico ..

enorme Paulo ...1h14 ... ca puta

Entretanto chega o Bruno ... recorde batido por 12min ... enorme. De seguida chega a Pikinita toda contente ... tirou quase 1min ao seu RP. Pouco depois o meu primo Elisio ... mais um rp ... a malta anda muito brava ... aparece uma equipa de jornalistas e entrevista a Pikinita, logo de seguida vira-se para mim ... um gajo conhecido é assim 😉

Pikinita fez 1h39m10s ... graaandeeee

aqui com Elisio e Bruno ... mas dois rp´s 

as "manas" Pikinita & Raquel que veio fazer de lebre

a outra lebre ... o Paulinho

Pikinita famosa

com tanta gente para escolher vieram ter comigo ...

bem dispostas ...

Para provar as saudades que a gente tinha destes ambientes de prova digo-vos que demorei tanto tempo a fazer a meia maratona como demorei a chegar ao carro para vir embora 😊 ... foi uma prova muito bem organizada como é habitual na Runporto. O tempo esteve impecável para correr e a prova correu-me de feiҫão ... uns minutos depois já estaria em condiҫões para fazer mais uns km.



o meu menino Joao fez uns impressionantes 1h18

e nosso Serafim ...

Durante a tarde fui espreitar os tempos oficiais ... o meu tempo de chip deu 1h27m47s ... 4 segundos acima do que achava ser um meu recorde pessoal à meia. Mas acontece que me enganei ... hoje ao preencher o meu excel das corridas fui confirmar o rp nesta distancia e vi que afinal em 2016, em Viana, tinha feito mais 2 segundos que ontem ...

em 2016, Viana foram 1h27m49s

1h27m47s ... maravilha

Afinal ontem bati o meu rp à Meia Maratona ... 😊 ... e isto num treino para o objectivo maior ... a Maratona do Porto em inicio de Novembro.

Era uma corrida destas que eu precisava para acreditar verdadeiramente que as sub-3h à Maratona são possiveis para mim. Ups ... parece que com isto estou a assumir o meu objectivo 😉 ... como se já não soubessem ...

Vá ... tá dito, tá dito ... ainda tenho mais 4 semanas para ir buscar o resto que me falta.

terça-feira

Rumo à Maratona do Porto - Parte 3 ou "isto está a melhorar"

 


E desde o última posta de pescada por aqui já se passaram quase 15 dias. Nestas últimas duas semanas, apesar de muito trabalho, tenho conseguido manter a rotina de treino e praticamente cumprir o plano estabelecido.

Continuo com 6 treinos semanais, mas entretanto já tenho feito alguns treinos mais especificos e os ritmos aumentaram. Durante a semana os treinos continuam a rondar 1h e ao fim de semana o “longo” já chegou a 1h30. 



nada mau ...

só água???

Quase todos os treinos são feitos a solo ... e perguntam vocês ... e a Pikinita? ... a Pikinita tb vai à Maratona e está a fazer a preparaҫão dela ... objectivo de tempos diferentes, treinos diferentes como é óbvio. O que não quer dizer que não se faҫa um treino ou outro junto.


a Pikinita tb está a ficar em forma ... acredito numa excelente Maratona

O que noto mesmo é que a minha forma melhorou bastante nestas últimas semanas – prova disso são os ritmos dos treinos mais longos ao fim de semana. Há duas semanas fui para a marginal do Douro e fiz 20,6km em 1h30 o que deu uma média de 4,22m/km ... estava calor e cheguei ao fim cansado mas em melhor estado que o treino da semana anterior, que tinha sido mais curto e um pouco mais lento. 

Já este domingo tinha 18k  no cardápio e pouco tempo ... tive que fazer o treino às 7h da manhã aqui pela zona da feira ... fui por SJ Ver, Rio Meão, Lamas, Paҫos Brandão, Lamas e voltar ... quem conhece sabe que este percurso pouco tem de plano e algumas das subidas (e descidas) não são nada meigas para quem vai a ritmo alto. Quando saí de casa achava uns 4,30m/km para este percurso já muito bom ... acabei por fazer 4,21m/km de média, com a segunda parte (que é mais dificil) mais rápida que a primeira e a cereja no topo do bolo foi ter chegado bastante bem. Fiquei mesmo muito satisfeito.

como podem ver, terreno plano nao abunda

foi mesmo muito bom

No domingo regresso à Meia Maratona do Porto ... a últimavez que a fiz foi em 2013... cum caraҫas, o tempo voa 😉 ... um testezinho a meio da preparaҫão para ver como está a maquina. Mas nada de loucuras ... o Mister não deixa 😊

... e nao se preocupem que tenho hidratado bem ...


quarta-feira

Rumo à Maratona do Porto

 

Acabou o mês de Agosto! Foi o mês em que menos km fiz este ano, nem aos 250km cheguei. Mas é normal porque em parte estive parado por opҫão a recuperar dos 100km de Santiago e só praticamente há duas semanas e meia é que comecei a treinar quase todos os dias mas de forma muito gradual, raramente passando a hora de corrida.

Desde há duas semanas que o plano tem 6 corridas semanais, quase todos de 1h, sem imposiҫão de ritmos, continuo sem fazer treinos especificos como series por exemplo. A ideia é ganhar rotina e sinto que estou a evoluir .... sinto-me bem e mais importante muito motivado. São muito raras as vezes em que não me apetece sair para treinar o que é muito bom.

Klingenberg am Main onde tenho uma das minhas "pistas" de treino 

com estes cenários custa menos ...


anda cralhes ...

todo risonho ... neste dia fiz 12km com média de 4,26/km, mesmo tirando fotos

Tenho conseguido rolar a ritmos bastante interessantes, sem que os bpm disparem ou me esteja a esforҫar demasiadamente, chegando ao fim da maioria dos treinos com aquela sensaҫão que poderia continuar.





O meu maior cansaҫo actual prende-se com o trabalho, as viagens, o levantar de madrugada e respectivo pouco descanso, etc, etc e tal. A corrida ao fim do dia está a ter um efeito terapeutico nesse aspecto – quem não tem o vicio da corrida não entende como uma boa suadela a correr nos enche as baterias em vez de as desvaziar ainda mais 😉

Não devo estar longe de ter os treinos mais técnicos no meu menu semanal ... desconfio que é já na próxima semana. Venham eles, eu gosto e o tempo passa rápido ... já só tenho 9 semanas para do dia M de Maratona.

Hoje por exemplo foi pouco depois da 6h da matina ...

é quando se pode ...

e nao quando se quer

Mas já fiz um treinito mais longo de 16km no domingo, onde tive a companhia do João Sousa que tem 2h50 à Maratona. Ainda bem que o rapaz já tinha 23h de bicicleta nas pernas, feitas durante a semana ... assim foi mais “tranquilo”, comeҫamos mais lentos e fomos aumentando um pouco o ritmo ... deu uma média de 4,26m/km e cheguei cansado ao fim, sinal que ainda tenho um longo caminho pela frente. 

o rapaz conversou comigo o tempo todo, eu só até à viragem nos 8km ... nao sei porqueeee...

Venha ele ... vamos lá ver este fim de semana como vai ser o "longo", no cardápio tenho sábado 17km e domingo 1h30 😉

terça-feira

Maratona do Porto 2021 - vamos a isso?

 


Tenho estado caladito por estas bandas, algo recorrente nos últimos meses e aínda mais desde que decidi mudar de emprego. Nos últimos meses de Cinca e nos primeiros na nova empresa (Klingenberg Dekoramik – não me responsabilizo por nós na lingua ao tentarem ler este nome 😉) a corrida perdeu alguns lugares na minha lista de prioridades o que não quer dizer que tenha deixado de correr.

Voltaram as viagens em grande forҫa, tenho estado muitas semanas fora, muitos km de avião e de carro, muito levantar de madrugada e chegar tarde a casa. Vai continuar a ser assim nos próximos meses, já sabia disso. E a corrida faz-me falta, pelo desporto em si mas muito para “limpar” a cabeҫa ao fim de um dia de trabalho.

Neste últimos meses perdi um pouco a rotina da corrida, tanto corria 4 dias seguidos como estava 3 dias sem correr. Deixei de fazer treinos especificos como series, rectas, rampas ou mesmo treinos longos ao fim de semana. Depois do PK100 também estive 2 semanas praticamente parado, para deixar o corpo recuperar ... na primeira semana não corri, apenas algumas caminhadas, e na 2ª umas pequenas corridas de 45min em ritmo muito soft.

Na segunda semana de Agosto já corri 5x, pouco tempo, mantendo os ritmos soft e poucos km, menos num deles em que cheguei ao Hotel stressado e decidi dar tudo em 10km ... e demorei apenas 41m para os fazer o que me surpreendeu de certa forma ... dei (quase) tudo e no dia seguinte bem o senti nas pernas ... os 100km ainda estavam bem presentes nos músculos das coxas.

Entretanto, na semana passada, fui uma semana de férias para o Algarve com a famelga toda e corri todos os dias menos no dia de regressar de viagem. Não foi fácil acordar pelas 6h da manhã nas férias, mas foi a forma que encontrei de não roubar tempo à familia, a quem a minha vida profissional já rouba tempo o suficiente durante o ano. Assim, enquanto a malta dormia eu saía para a minha hora de corrida ... umas mais lentas, outras mais rapidas, foram 6 corridas numa semana que ajudaram a conhecer a zona de Pera (nova para mim). Na maioria tive a companhia da Pikinita e nas outras fui sozinho.


para manter a tradicao o Guru Lobo veio um dia treinar conosco

custa levantar ...

e manteve-se a tradicao ...






Mas não pensem que fui só porque me apeteceu muito correr nas férias ... tinha um objectivo bem claro definido ... voltar a ganhar rotina de treino, arranjando tempo para treinar quase todos os dias. E porquê?

Porque vou arriscar tudo na Maratona do Porto em inicio de Novembro ... e quando digo arriscar tudo é mesmo arriscar tudo. O meu “Mister” acha que eu valho um determinado tempo à Maratona e esse tempo para mim é um sonho que tenho dentro de mim, um daqueles tempos que à partida achava quase impossivel para mim mas que com o tempo achei que poderia um dia ser possivel. Acho que as 10 semanas que tenho para me preparar não são propriamente o ideal, talvez sejam curtas, mas como não parto doi zero vamos tentar com tudo.

e nos anos a Pikinita ofereceu-me os pneus para esta empreitada

Esta semana ainda não tenho treinos especificos no plano, continuo com as corridas diárias para ganhar as tais rotinas e aumentar um pouco os km. Para a semana já devo entrar nessa luta.

aqui a minha pista para a preparacao da empreitada ... em Klingenberg junto ao Main

Posso não conseguir o que pretendo mas vou dar o meu máximo ... nos trilhos sou pouco ou nada competitivo. Na estrada é o contrário ... só peҫo que as lesões andem longe 😉

O meu RP à Maratona são 3h14 ...a ideia é dar-lhe uma machadada bem grande. O tamanho da machadada? Essa agora 😉 ... deixem ver como estou daqui a duas semanitas ... se estiver como penso, assumo sem problemas o tempo que quero fazer ... e conto com a vossa ajuda, seja com mensagens de apoio carinhosas, seja com bocas reacionárias a rasgar 😊

Vamos a isso???

é por ali ....