domingo

São Silvestre de Espinho - história da queda de uma barreira



Ontem caiu uma das 3 barreiras que eu ainda tinha como objectivo nas corridas de estrada - baixar dos 40min aos 10km. O meu recorde pessoal aos 10km estava nos 40,29min, feitos à ano e meio na Corrida do Pai no Porto...desde aí que nunca mais participei em corridas de 10km nas mínimas condições para tentar chegar perto dos 40min…as poucas em que participei, ou foram logo após grandes provas (Ultras ou Maratonas) ou então em percursos demasiado duros para se pensar em recordes.

Voltando umas semanas atrás, depois da Maratona do Porto em início de Novembro 2014, e de falhar a Maratona do Gerês 3 semanas depois, fiquei sem grandes objectivos…comecei a correr ao sabor do vento, mas como estava inscrito em duas S.Silvestres (Porto e Espinho), voltei a incluir series e treinos com ritmos elevados nas minhas semanas para ganhar alguma velocidade e resistência. Quando em meados de Dezembro, em duas semanas consecutivas fiz dois treinos de series espectaculares (um deles com 10 series de 1000 a uma média 3,54min/km) e me senti muito bem, comecei a pensar que talvez fosse possível bater o meu RP na de Espinho, já que na do Porto pelo percurso e não só, era quase impossível. A do Porto serviria como teste e correu espectacularmente bem…em Espinho seria para arriscar tudo.

A recuperação da S.Silvestre do Porto não foi fácil…andei empenado até 6ª feira. Fiz 12km suaves na 3ª à noite, e apenas na 6ª tb à noite fui ao tapete fazer 4km e depois uns alongamentos para ver se os músculos se soltavam finalmente- e funcionou – acordei impecável ontem manhã.

Espinho fica apenas a 15min de carro de minha casa…conheço Espinho muito bem, além de ser zona que se frequente muito pelo malta aqui da zona (pelas praias e não só), andei ali na secundária Manuel Laranjeira no 7º e 8º ano. Depois de ter analisado bem o percurso desta 1ª São Silvestre, fiquei convencido que o traçado era o indicado para mim, e defini a minha táctica...
…3km iniciais planos e rápidos em que queria ganhar tempo, depois 3,5km (com 2km de subida quase constante até Anta) a controlar o andamento…para ter hipóteses teria que chegar lá acima a Anta com uma média de 4,03-4,05min/km, para depois aproveitar os últimos 3,5km até à meta, na maioria a descer, para dar o máximo e recuperar os segundos que necessitaria para chegar abaixo dos 40min/km…simples, não é? J

Saí de casa por volta das 17h e eram 17.15 estava no ponto de encontro com o restante pessoal do CAL para a fotografia da praxe…o CAL cresceu muito nos últimos meses…temos muitos atletas novos que entraram para equipa, muitos dos quais nem conhecia pessoalmente ainda…para esta prova fomos 21 e faltaram a maioria dos habitués…espectáculo…

 
O tempo estava frio, mas sem vento…ideal para correr. Muita azáfama junto a zona de partida, mesmo ao lado do Casino…música, luzes e cor…atletas no aquecimento ou a confraternizar e igualmente muita gente para assistir. Fui fazer um aquecimento ligeiro…parti com o Hélder e o Américo, passado um pouco estava apenas com o Hélder que depois tb perdi e encontrei o Nuno Silva (o craque do CAL) com quem acabei por ficar até à partida. Estávamos inscritos no grupo A (sub40) e apenas 5 minutos antes da hora da largada (18h) é que nos enfiamos para a zona de partida, furamos pelo pelotão e ficamos mesmo pertinho da primeira linha (aí na 3ª fila de atletas)…nunca tinha estado tão perto da linha de partida como ontem…(minto…no Trail da Pampilhosa em Junho passado tb fiquei, mas aí ninguém queria ficar à frente, era uma luta para ver quem ficava mais atrás J)…o sol já se tinha posto, e o ambiente era óptimo…uma sentida e bonita homenagem ao Antonio Leitão, atleta da terra e estava na hora da partida (que atrasou uns minutos por questões de segurança).
 
Mal se deu a partida, encostei-me à esquerda da Avenida para não ser atropelado pela malta que vinha de trás…porra…era vê-los ali a arrancar como se não houvesse amanhã…olho a primeira vez para o relógio já perto do 1ºkm e não gosto da média que levo…demasiado rápido, levado pela euforia do pelotão…”tem juízo Carlos, isto não é como começa, é como acaba” e reduzo um pouco deixando ir aqueles malucos…2km (3,54min/km de média)…assim está bem…sinto-me bem, vou solto e confortável pale Avenida 2 fora…”é hoje” …na zona dos Pescadores cortamos à esquerda e de novo à esquerda apanhamos a Avenida 8, passando junto ao estádio do Sporting de Espinho…”malditos paralelos”…perigosa esta parte, por falta de luz na rua…não atropelo um miúdo do abastecimento por pouco…chegamos novamente à zona de partida com ca.3km…média 3,57min/km…excelente…agora é subir a 23 e vai doer…baixo o ritmo ligeiramente…os próximos 3,5km são a parte critica da minha prova…mesmo assim é neste troço que vou passar muitos atletas…o meu forte é subir, consigo fazê-lo sem perder muito ritmo…o percurso é bom porque não nos faz subir tudo a direito até Anta de uma só vez…mais ou menos a meio, fazemos uma incursão à direita pela plana Avenida 24 para dar a volta ao hospital…aqui dá para recuperar o fôlego e é também neste troço que se dá um episódio importante para a minha prova…vindo de trás ouço “vamos rebentar isto juntos?”…é o Luis Correia, novo colega do CAL, do meu escalão e mais ou menos com o mesmo objectivo…”vamos a isso”…pouco depois entramos na 33 para subir o resto que falta até Anta…a média baixa um pouco mas chego lá acima com 4,02/min…muito bom…já só faltam 3,5km e vou razoavelmente bem…a descer a média volta a cair…tal como a subir, a descida não é directa até à meta…de vez em quando fazemos incursões por ruas paralelas á direita…uma delas chamada Rua da estrada traz-me algumas recordações…quando estudei na Manuel Laranjeira fazia aquilo todos os dias a pé para chegar à escola...não passava ali seguramente à 27/28 anos J …a meio da Rua 19 com ca.7,5km o meu relógio marca 4,00min/km e pouco depois baixa para 3,59min/km…”é hoje”….o Luis vai a puxar uns dois metros à minha frente sempre a incentivar-me “segue-me, não me largues, aguenta que já falta pouco”…e eu respondo “vai, que sigo-te”…do km 8 ao 9 é feito em plano, e a minha intenção é controlar apenas o ritmo para atacar no último se for necessário…vamos na Avenida 24 e voltamos a entrar na 19 (a zona mais conhecida de Espinho), camara de Espinho, e zona de comercio tradicional, a descer para a meta…3,58min/km…”calma Carlos, está quase..nada de euforias”….esta parte é perigosa, calçada portuguesa húmida, sinto os pés a derrapar ligeiramente a cada passada…tenho algum receio e não exagero no ritmo, mesmo assim vou bem abaixo do que preciso…já se vê a meta, mas ao fundo da 19 é necessário cortar à direita, fazer 100m contornar a rotunda para entrar na Avenida 8 em direcção à meta…são ca.200m, acelero, sei que está feito…vejo o relógio oficial da prova, mas cegueta como sou só aí a uns 50 ou 60m consigo ver o tempo…marca 39,20min…sinto um arrepio daqueles que só vivendo a situação e desacelero inexplicavelmente como que querendo que aquele momento não acabasse nunca…festejei antes do tempo, mas o que poderia acontecer naqueles poucos metros? Nada…J …devem conseguir imaginar a euforia ao passar aquela meta…de tal forma que nem me lembrava de como parar o meu cronómetro…Perneta parvo J
Tempo de dar um grande abraço ao Luis Filipe que chegou 2 segundos antes de mim e tb bateu o recorde dele. Aproveito aqui para agradecer-lhe a companhia…ele embora diga que eu tb ajudei, foi muito mais ele a trabalhar do que eu.

Hora de confraternizar um pouco...encontrei a minha colega de trabalho Daniela (uma das minhas pupilas da corrida) que veio assistir…eu ouvi a voz dela duas vezes a incentivar-me durante a corrida…obrigado colega J …da próxima vez vens mas é correr, ainda por cima na tua terra J …estive igualmente com os super-atletas Artur (não correu, optou por descansar este fim de semana) e Paulo (que foi segundo na geral)…uma corridinha para descomprimir e estava na hora da foto de família final do CAL…estão todos de parabéns, sem excepção…

O meu tempo oficial foi de 39,29min, exactamente 1 minuto abaixo do eu RP anterior…fantástico…com este tempo fiquei em 63ºlugar na geral (entre 755 atletas) e em 9º no meu escalão (entre 98)…muito bom J

Quanto à prova, organizada pela atletas.net, considero bastante positiva para uma primeira edição. Conseguiram juntar umas centenas largas de atletas (finalizaram 755 atletas), e fez-se uma festa bonita. Muito bom foi o muito público que aderiu e incentivou os atletas…não só na zona de partida/meta, mas igualmente em muitos locais do percurso, facto que nos ajuda sempre muito. Existem no entanto alguns pormenores importantes a corrigir no futuro…em 2 ou 3 zonas do percurso, levam-nos a correr em estradas sem iluminação nenhuma o que é muito perigoso….aquelas barreiras (esquecidas???) no meio da avenida onde se deu a partida não lembra o diabo (vi alguns atletas a irem contra essas barreiras) – não pode acontecer…a camisola oferecida não é má, mas não aludir ao evento não me parece lógico (é branca e diz apenas atletas.net)…corrigindo isto fica uma prova que eu aconselho, ainda por cima numa data ideal para começar a abater os excessos alimentares da festas de Natal e fim de ano. Se puder, para o ano contem comigo novamente.
Agora é recuperar o mais rapidamente possível (tenho os músculos das coxas, especialmente a esquerda, numa lástima J) …próxima paragem…Meia Maratona de Viana do Castelo a 18 deste mês…


26 comentários:

  1. Se isso é ser perneta também quero!...
    Olha que nunca baixei do 4 ao km em nenhuma prova e tenho como melhor 3:10:27 na maratona! Continuo a dizer que tu és menino para baixar das 3 horas na maratona (claro que não é de repente mas com umas 3 maratonas chegas lá!).
    E claro que este texto vai direitinho para o destaque, mais que merecido, no UK.
    Tu além de corres muito escreves uns relatos das provas como poucos!
    Grande abraço e se tu és perneta eu sou tetraplégico :)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Jorge...3h na Maratona ainda estão muito longe, mas eu tenho tempo...este ano gostava de chegar perto das 3h15...depois logo se vê...ainda sou um "jovem" Perneta ;)
      Grande abraço

      Excluir
  2. Até fiquei cansado com o relato! :)
    Que espectáculo e que sensação deves ter passado ao cortar a meta!
    És grande!!!!
    Mais uma vez, MUITOS PARABÉNS ao nada Perneta Carlos Cardoso!!!
    Saboreia bem o momento

    Um grande abraço

    ps - As ruas e avenidas em Espinho são por números? (Queres ver que o Where the Streets Have No Name dos U2 era sobre Espinho e não NYC?!?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado João...já que não te cansas com longos de 30km, pelo menos eu com os meus relatos consigo "empenar-te" :)
      Abraço

      P.S. Sim, Espinho tem as ruas por nrs...se olhares de cima é praticamente um xadrez, e se andares pelas ruas de carro, é quase tudo de um só sentido...se te aparece uma com sentido proibido, na seguinte já pode entrar...acho que é mesmo um sistema americano

      Excluir
  3. Muitos parabéns, Campeão! 2015 a começar em grande! :)
    Isto promete!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Paulo. Sem dúvida que a coisa promete...vamos lá ver se consigo dar sequência no próximo dia 18.
      Abraço

      Excluir
  4. Muitos parabéns grande máquina Carlos Cardoso!!!!
    Que tempo espectacular!!! Abaixo dos 40 min não é para qualquer um :)

    Batemos ambos os nosso recordes aos 10 km, a diferença é que eu nem abaixo dos 50 min faço eheheh :)

    Força para 2015!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado máquina Isa....foi muito bom mesmo...ver ali um 3 qualquer coisa´deixa-me orgulhoso de mim mesmo.
      Quanto a ti...calmex que tens muito tempo para baixar primeiro os 50 e depois logo se vê....isso ainda via baixar muito :)
      Força para ti tb!!!
      Beijinhos

      Excluir
  5. Pumba!!! Tá feito!! Canhão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe...pois está...nem acredito!!!
      Abraço

      Excluir
  6. Aquela máquiiiinnnnnnnnaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Põe máquina nisso....este já está...venha o próximo :)
      Abraço Hélder Jorge

      Excluir
  7. E máí nada !!

    Nunca duvidei !
    Isto só confirma uma das minhas teorias parvas disto das corridas ! :)
    Sendo num dia "bom" , com um bocado de sorte e com a conjuntura em redor a ajudar , estes "nossos" recordes vão cair todos !

    Claro que tem que se ter o minimo de treino , mas esses pormenores todos que contas todos juntos , valem mais do que andar a fazer series á "maluca" !! :D

    entendes ??

    Eu costumo dizer que se fosse treinador de futebol , dava-me mais gozo pegar numa equipa de coxos e pernetas , e pôr essa malta a jogar e ganhar uns joguitos de vez em quando , do que ter uma equipa dos melhores do mundo em que só se aturavam "manias", era "fácil" ganhar e "trabalhar" tá quieto !!

    é um exemplo parvo , mas é mais ou menos isso !! ;)

    Parabens grande Maquinummmm...


    E que 2015 seja ainda mais divertido e com muitos mais desafios e recordes...

    aquele abraço
    Artur

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mái nada...tudo o que dizes resume-se a um "dia bom"...é isso que é preciso. Espero ter mais dias assim :)
      Grande abraço Artur

      Excluir
  8. Grande Carlos, muitos parabéns, pah! Baixar dos 40min aos 10km não é para todos. Parece-me que também vais ter um 2015 em cheio. ;)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado...2015 em grande??? Assim espero ;)
      Beijinhos

      Excluir
  9. Grande Carlos!
    Pouco a pouco vais conseguindo melhorar as tuas marcas, mas ambos sabemos que trabalhas bem para isso! Sabe bem olhar para o cronómetro no final da prova, não é?
    Parabéns!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado...vamos fazendo os possíveis e quando se concretiza é um espectáculo. Abraço

      Excluir
  10. Parabéns pela excelente marca...abaixo de 40 min é obra. Força aí campeão!!! Abraço e muitos e bons klms!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Carlos. Grande abraço

      Excluir
  11. Tempo canhão!!!! Que grande relato! Estás de Parabéns :)

    ResponderExcluir
  12. Ainda não tinha tido a oportunidade de de dar os parabéns pelo tempo canhão! Muitos parabéns! Um abraço

    ResponderExcluir
  13. pronto já bateste o meu recorde que é 40:16 na prova da marginal .Fantástico relato imagino a emoção.agora já não corro para recordes mas sei a emoção que é quando conseguimos os nossos objectivos.Um bom ano par ti e boas corridas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Joaquim. Bom Ano tb para ti e para os teus. Abraço

      Excluir