quarta-feira

Corfirmado, A-do-Neves é a melhor São Silvestre do País


Quando há uns poucos meses atrás perguntei às minhas miúdas se este ano queriam voltar ao Alentejo de autocarro com a malta do CAL as respostas foram imediatas e inequívocas – “Siiiiiiiiim” …. A Maria tem 13 e sabe bem o que quer. A Bé tem apenas 5 anos e no ano passado quando fomos tinha 4 … a viagem é cansativa, são ca.1000km entre ida e volta, muitas horas “fechados” dentro de um autocarro … não só respondeu imediatamente que queria ir como desde aí de vez em quando vinha a pergunta de quando é que chegava o dia J
O ano passado tinha sido apenas perfeito – fui reler o texto que escrevi aqui sobre o assunto e tudo se volta a aplicar na edição de 2018. Todos os ingredientes que fazem desta tradição (2x já é tradição, certo?) algo de inesquecível e especial estiveram lá novamente.
Pequenas diferenças apenas – houve mais gente. Mais gente do CAL (o autocarro praticamente encheu) e mais gente a participar de forma geral no evento – a correr, a caminhar e a comer J
Esta reunião da família calense é de facto extraordinária – habitualmente só se juntam os atletas quando vamos a provas, de vez em quando um ou outro familiar, um filho, um avó … neste evento não!!! Neste evento juntam-se atletas, as suas famílias e amigos!!! São as diferentes gerações enfiadas num autocarro em que a parvoíce saudável reina durante quase 24h. Para vos dar um exemplo concreto … dos “meus” foram os meus Pais (ambos os dois), as minhas duas filhotas, eu e a Dora … 3 gerações. E houve outros assim … 44 calenses, dos 80 aos 5 J 
Saímos de Santa Maria da Feira às 6h da manhã ... duas arcas de minis geladas (obrigado Fernando e Pedro)  para ir abastecendo. Cumprimos o combinado  … só começa a festa com os primeiros raios de luz o que aconteceu um pouco antes das 8h da manhã. A primeira arca (a maior) durou as 3 horas e meia que o autocarro ainda precisou para chegar a Almodovar onde o Luis Lobo nos esperava.  Quase 50 minis foram bebidas por meia dúzia dos participantes – os outros ou não tinham sede ou como em um ou outro caso estavam fortemente vigiados pelas respectivas (não é Sr.Óscar, Sr.Paulo Fortunato ou o Sr.Zacarias Cardoso (exmo Sr.meu pai que estava a sofrer uma marcação implacável de um defesa central terrivel chamado Teresa Cardoso)) J … muita sede dentro daquele autocarro – acho que o ar-condicionado estava muito quente J


10,9,8,7 ...3,2,1 … partidaaaa

enquanto as loiras refrescam o nosso menino grande descansa

e continua o estágio

uma paragem de longe a longe para mudar a água às azeitonas e beber uma cervejita

  e uniram-se melhores amigos desavindos

Familia Cardoso - Avôs&Netas 

Tá quase ... 

mais uma rodada …

guias turísticos ou palhaços?  

Conseguimos … sobrou o gelo ...


Chegados a Almodôvar o que se faz? Uma pequena volta pela Vila e siga almoçar – no mesmo local a mesma ementa – equipa que ganha não se mexe. Rodizio de Pizzas (sempre quentinhas a sair do forno a lenha) e leitão assado – bela mistura hein? Regado com um belo tinto alentejano, sobremesa, café e claro … medronho!!!  Tudo num ambiente descontraído e divertido … no fim a dolorosa … € 12,50 por cabeça. Incrível!!!




a Maria manteve a tradição de passar com a camisola do FêCêPê em frenta à casa do Benfica de Almodôvar …

uma amostra …

 que comece a festa….



 terá sido do Medronho??? O ano passado foi o Américo, este ano foram estes dois

nham nham, tava bem bom

txiii … o temido … não sobrou uma gota ... 

os discursos do medronho com lágrima no fim

e este alentejano 100% de raça pura??? 

Era 15.30h quando finalmente zarpamos para A-dos-Neves … bem comidos. Ainda havia tempo para fazer a digestão – a prova era apenas às 17h JJJ
Chegados já há movimentações … o palco está montado … muitas pessoas a deambular por ali … reconhecemos algumas do ano passado … mais uma vez somos muito bem recebidos, sorrisos, trocas de cumprimentos … “os malucos do norte chegaram” J
Não pensem que viemos só para comer e beber … tb se ajuda … o Bruno pega no microfone e começa a sua actuação de varias horas como speaker (achei tanta piada a uma senhora de idade que se virou para nós a dizer que não percebia metade, que devia falar alentejano J) e o Álvaro que se estreia nesta excursão agarrou-se ao sistema de som para dar música ao pessoal.


DJ Álvaro … com a mão no bolso … muito SWAG

Esteve muito bem … só falta a malta dali perceber o sotaque do Bairro da Corujeira ou lá de onde apareceu este moço 

Olha o homem da corneta … o ano passado cantou-nos uma canção de letra “malandreca”, este ano não … mas está ali firme e hirto, com as suas medalhas ao pescoço lá vai mandando as “cornetadas” que ao principio tem piada mas se estiveres ali perto durante muito tempo dão-te mas é direito a uns belos pesadelos e até a uma bela consulta de otorrino J … ahhh, os grelhadores estão montados e o carvão já faz fumo … reconheço um dos senhores que vai grelhar a carne J 
o mestre das cornetadas …

já fumegam … 

pinturas faciais para os mais pequenos … confesso que tb queria mas tive vergonha ... 

já recuperados dos medronhos :)

E claro … os organizadores ali para trás e para a frente … os manos Lobo lá se vão desdobrando em tarefas. Isto dá trabalho… mas há sempre tempo para uma palavrita, uma piada … sem stress J
Esta ano há novidades … há uma Corrida para Crianças … que sai a horas (mais ou menos J) … é giro, os miúdos batem uns nos outros no primeiro cruzamento porque recebem indicações diferentes … é tão engraçado vê-los ali de um lado para o outro … isto não tem competição, não tem problema. Lá se encaminham todos para o mesmo lado e passado alguns minutos lá vem eles a grande velocidade até à meta J 



o futuro do CAL está assegurado …

Está na hora dos graúdos … saídas por grupos de ritmo para os 10km… 6min/km, 5,30m/km, 5m/km e 4,30m/km … há para todos os gostos … além da caminhada de 5km que este ano tem no mínimo o dobro das pessoas. Para os 10km são 11 voltas (quero pensar que é uma homenagem à minha Maratona de Roma J) … não tarde nada já se mistura tudo ali à voltas e é bonito de se ver …


Eduardo Lobo … pace dos 5m30s

Depois de 1 no ano passado este ano 3 Montemorrows ou lá como se chamam fizeram parte da comitiva …  Em 2019 serão quantos?

Zacarias Cardoso, o homem do aquecimento este ano esqueceu-se ou bebeu medronho a menos para ganhar coragem 

Luis Lobo … últimas palavras antes da ansiada partida …

sigaaaaa… 


a Pikinita toda contente … apanhou-se solta e é isto …

a minha mais velha fez os 5km da caminhada sozinha … estava orgulhosa do feito 

fim de dia lindo… 


estes tb acharam piada … muito porque a carne servida era de porco 

Ainda mais bonito de se ver são as cores de fim do dia daquele lugar alentejano … o evento começa com luz do dia e passado poucos minutos temos direito a um por-do-sol lindíssimo … este ano a organização inverteu o sentido das voltas … permite às pessoas assistir de frente a esta maravilha de por-do-sol. Depois ainda há luz do dia durante a maioria das voltas, mas a prova acaba já de noite. Tudo isto em pouco mais de 60 minutos J Correu tudo lindamente.



foi com estas cores que a corrida/caminhada acabou 

Eu não pude correr … estou lesionado. Bem que gostava. Ocupei-me a dar uma volta a caminhar ao contrário, a meter-me com o pessoal e a tirar umas fotografias à malta para recordação. Tenho que fazer alguma coisa não é? J
Acabou a corrida mas não a festa … agora é no pavilhão da Associação Desportiva da aldeia … comes e bebes, música ao vivo, gente bem disposta … são 20h, temos que zarpar … ainda temos 500km para fazer de autocarro. É pena … ainda ficávamos mais um bocadinho … ainda se comia mais uma carnita grelhada, um punhado de azeitonas ou um pedaço de pão típico alentejano com queijo e enchidos da região ou ainda mais uma pratada de sobremesas deliciosas. Bebidas não faltam. Falta é tempo. Temos que ir.





mais medronho … até vais dormir melhor …

Despedidas do Luis e do Eduardo … estão de parabéns, mais uma vez!!! Obrigado!!! Grande festa … indisfarçável a satisfação nos olhos deles. Correu muito bem!! As pessoas estão satisfeitas … é esse o “lucro” deles e de todos os outros que os apoiaram nesta missão.
A viagem de regresso é mais calma … estamos cansados. Já se vai dormindo um pouco. Mesmo assim ainda se acaba com a segunda arca de minis frescas, a mais pequena. Nada se desperdiça J … nos momentos de silêncio deste regresso adivinho o que vai na cabeça de todos … deve ser o que vai na minha … “foi bom, foi muito bom … já estamos com saudades. Ainda falta 1 ano para voltarmos”. São 2h da manhã e estamos de volta ao ponto partida - 20 horas depois.
Obrigado Família Calense por este dia, obrigado Luís, Eduardo e companhia pela festa, obrigado A-Do-Neves por nos receberam sempre tão bem!!!
Ainda falta muito para a 4ª edição???

12 comentários:

  1. Epah, brutal mesmo.

    Tanto a dedicação dos manos Lobo e restante organização como da vossa, Calense, dedicação e esforço.

    Não, o esforço não é o de derreterem as minis, estou mesmo a referir-me aos 1000 km num dia e ao facto de serem mesmo uma grande familia.

    Parabéns a todos!

    Adorei aí uns apontamentos, desde o desfile da camisola do FêQêpê à foto da ovelha e respectivo comentário sobre a carne ehehe, mas alguns queijos deviam ser de ovelha ;)

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto é que era uma boa prova para participares com a famelga e amigos. Não há competição, niguém controla as voltas que dás, é como o freguês quiser. Só acho que não há Leffe, mas há Sagres ou Super Bock (é verdade, dão a escolher).
      Aquele Abraço

      P.S. Há queijo de ovelha sim :)
      P.S.2 Tenho pena não ter filmado o resto … cantou-se o hino do FêQêPê em frente à casa do Benfica e tudo … até me vieram as lágrimas aos olhos (de emoção e de riso a ver o Luis Lobo a fugir a sete pés .. além de ele ser benfiquista não quis ser visto com esta malta maluca naquela situação)

      Excluir
    2. Não sou esquisito, é super bock, sagres, branco maduro, tinto cheio, é Alentejo ou não????

      A vossa sorte é serem convidados e um alentejano sabe receber e não vai dar as bordoadas que mereciam...espera, era a casa do Benfica, então sigaaaaaa :)

      Quem sabe um dia, tenho que desinchar mas parece mesmo à medida :)

      Excluir
    3. Deixar mas é de conversas … oupas...

      Excluir
  2. Boas.. voces sao umas máquinas..sao pessoas como voces é que fazem falta.. a forma como consegue contagiar os outros.. a brincar se faz desporto..nao pertenco a organizacao mas agradeco a participação....um bem haja a todos...fazer 1000km para uma parodia.. so isso já é obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado José, pela visita a este tasco e pelo comentário. Acredita que foi um prazer. Onde houver corrida, comida, bebida e gente boa podem contar connosco :)
      Aquele abraço

      Excluir
  3. Carlos adorei ler esta descrição da vossa viagem ao Alentejo.
    De facto o desporto a este nível por vezes deve privilegiar este tipo de convívio entre atletas e familiares.Só não gostei da provocação da tua mais velha ..( estou a brincar)
    Para o ano o ideal seria marcar reserva no alojamento local , isto de deixar a comida na mesa e bebida para regressar é uma pena .
    Desejo que tenhas uma boa e rápida recuperação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Ano Joaquim. Não te preocupes que não sobrou nada. Ainda lá ficaram muitos que não deixam os créditos por mãos alheias :):):)
      Aquele abraço

      Excluir
  4. Bom ano Perneta e continua com estes relatos espectaculares!

    ResponderExcluir
  5. Adoreiii... este ano também quero ir :D

    Põe-te bom rápido, não gostei nada de te ver no Sábado parado a olhar para os outros a correr ;)
    Obrigada pela força ;)

    Bom ano.

    Beijinhos

    Lígia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha a Ligia … afinal sempre ouviste os incentivos no sábado :) … ainda corri, um bocadinho … deu para 2km a rolar. Vamos dar mais uns dias e depois já devo conseguir voltar.
      Mais uma boa prova … parabéns!!!
      Beijinhos

      Excluir